Xi Jinping ressalta a união do mundo em discurso na Cúpula do G20
Fonte: CMG Published: 2022-11-15 16:22:06

Na 17ª Cúpula do G20, inaugurada hoje (15) na ilha de Bali, na Indonésia, o presidente chinês, Xi Jinping, proferiu o discurso “Enfrentar em conjunto os desafios dos tempos e construir de mãos dadas um futuro melhor”.

Segundo o líder chinês, o mundo está passando por grandes mudanças e sofrendo com a pandemia. O desenvolvimento da humanidade enfrenta grandes desafios, como a fragilidade mais destacada da economia mundial, as tensões geopolíticas, a falta de governança global e as crises alimentar e energética, entre outros. Por isso, todos os países devem estabelecer um senso de comunidade de futuro compartilhado para a humanidade, promover a paz, o desenvolvimento, a cooperação e o ganho mútuo, escolher a união em vez de separação, a cooperação em vez de confronto e a abrangência em vez de exclusividade.

“Devemos impulsionar um desenvolvimento global mais abrangente”, afirmou Xi Jinping. O líder chinês enfatizou que a união é a força e a separação é um caminho sem saída. No século 21, a mentalidade de Guerra Fria já está obsoleta, e todos os países devem se respeitar, procurar o comum e deixar de lado as divergências, coexistir pacificamente e impulsionar a economia mundial de abertura.

“Devemos promover um desenvolvimento global com benefícios mais universais”. Segundo Xi Jinping, o desenvolvimento comum é o verdadeiro desenvolvimento. A prosperidade e a estabilidade do mundo não serão alcançadas com base na grande diferença de riqueza. A modernização não é prerrogativa de nenhum país e os países desenvolvidos devem ajudar sinceramente os países em desenvolvimento. As potências devem tomar suas responsabilidades para as causas globais.

“Devemos impulsionar um desenvolvimento global mais resistente”, conclamou Xi Jinping. O presidente chinês salientou que a antiglobalização e o perigo da recessão econômica abalam todos os países, especialmente os em desenvolvimento. “Precisamos prestar mais atenção do que nunca na questão do desenvolvimento e pensar sempre nas dificuldades dos países em desenvolvimento”, acrescentou Xi Jinping que revelou que a parte chinesa apoia a adesão da União Africana no G20.

“Devemos continuar defendendo o sistema comercial multilateral tendo a Organização Mundial do Comércio como núcleo, promover ativamente as reformas da OMC e facilitar o comércio e o investimento”, sublinhou Xi Jinping. Segundo ele, a China lançou um projeto de ação sobre a inovação e a cooperação digital com o fim de criar um ambiente de desenvolvimento da economia digital aberto, justo e não discriminatório com todas as partes envolvidas. 

Xi Jinping ressaltou que as seguranças alimentar e energética são desafios urgentes para o desenvolvimento global. No entanto, a origem da crise não é da produção e demanda, mas da cadeia de oferta e da cooperação internacional. Por isso, devem fortalecer a fiscalização e a cooperação no mercado, estabelecer a parceria cooperativa sobre as commodities, suavizar a cadeia de oferta e estabilizar o preço.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Diego Goulart