Brasil registra deflação em três meses consecutivos
Fonte: CRI Published: 2022-10-12 15:57:07

De acordo com o recente relatório publicado nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de setembro foi de 0,29% negativo. Trata-se do terceiro mês consecutivo de deflação no Brasil.

Segundo o relatório, até setembro, a taxa de inflação acumulada dos últimos 12 meses foi de 7,17%, e dos últimos 9 meses de 2022 foi de 4,09%. A meta de inflação deste ano estabelecida pelo Banco Central do Brasil foi de 3,5%.

Entre nove setores de produtos e serviços que foram investigados em setembro, quatro deles registraram queda no preço incluindo transporte, comunicações, equipamentos elétricos domésticos, comidas e bebidas. A mudança do preço da área de transporte teve o maior impulso na deflação em setembro, especialmente o preço do combustível que reduziu 8,5%.

A imprensa brasileira diz que a queda do preço do combustível é um fator importante para a deflação nos últimos três meses, no entanto, a inflação continua atingindo o setor alimentício. Nos últimos 12 meses até setembro deste ano, o preço do leite aumentou 37%, da cebola, 127%; do café, 37%; e da farinha, 35%.

Tradução: Virgília Han

Revisão: Diego Goulart