Comentário: OCS injeta energia positiva para a paz e a prosperidade do mundo
Fonte: CRI Published: 2022-09-18 18:54:57

Na 22ª reunião do Conselho dos Líderes da Organização de Cooperação de Shanghai (OCS) realizada no dia 16, o presidente chinês, Xi Jinping, proferiu um discurso intitulado “Atender as demandas da época e reforçar a união e a cooperação para criar um futuro ainda mais brilhante”.

Na ocasião, o líder chinês lançou cinco sugestões para estabelecer uma comunidade de futuro compartilhado mais estreita dos países membros da OCS, sendo elas: reforçar o apoio mútuo, expandir a cooperação de segurança, aprofundar a cooperação pragmática, intensificar os intercâmbios culturais e pessoais e persistir no multilateralismo. 

Além disso, Xi Jinping enfatizou que o grupo precisa promover continuadamente a confiança política mútua, as cooperações de benefícios recíprocos, o tratamento igualitário, a abertura e abrangência, bem como a equidade e justiça.

Todas as ideias do presidente chinês correspondem ao “Espírito de Shanghai”, o qual diz que a confiança mútua, o benefício recíproco, a igualdade, a coordenação, o respeito à diversidade das civilizações e a procura do desenvolvimento comum constituem o verdadeiro multilateralismo.

O professor catedrático do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Catar, Kheir Diabat, disse que o “Espírito de Shanghai” promovido pelo presidente Xi Jinping é também o princípio que os países membros da OCS tem sempre persistido, ou seja, paz, confiança mútua e cooperação. Ele espera que cada vez mais países possam aderir à OCS, pois as ideias da organização são muito atraentes.

Além disso, a parte chinesa salientou que os países membros da OCS devem ter cuidado com a revolução colorida para defender sua segurança política. Sobre as cooperações pragmáticas, a China enfatizou a importância de continuar reforçando a construção da iniciativa “Cinturão e Rota”.

A Cúpula da OCS aprovou a Declaração de Samarkand, na qual foi inscrita os conteúdos da Proposta de Segurança Global lançada pela parte chinesa. Outros países membros do grupo manifestaram unanimemente apoio para a iniciativa “Cinturão e Rota”. Tudo isso demonstra que as propostas chinesas correspondem aos interesses e preocupações dos países membros da OCS.

Sob a orientação do “Espírito de Shanghai”, a OCS vai, certamente, contribuir mais para a segurança e a estabilidade regional, e a paz e a prosperidade mundial.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Gabriela Nascimento