Acadêmico iraniano elogia grandes contribuições da OCS para desenvolvimento global
Fonte: CRI Published: 2022-09-15 16:30:21

A 22ª reunião do Conselho de Chefes de Estado da Organização de Cooperação de Shanghai (OCS) está ocorrendo em Samarcanda, no Uzbequistão. Pela ocasião, o prestigiado acadêmico do Irã e diretor do centro de estudos asiáticos da Universidade de Teerã, Hamed Vafaei, declarou em uma entrevista que a OCS é uma nova organização regional importante que fará grandes contribuições para o desenvolvimento da região e do mundo.

O secretário-geral da OCS, Zhang Ming, confirmou anteriormente que o Irã se juntará oficialmente à organização depois da reunião deste ano, o que significa que a entidade completará sua segunda expansão nos últimos 21 anos do estabelecimento. Qual é a atração da OCS? Vafaei respondeu que, no início, alguns países ocidentais não estavam otimistas em relação à OCS. Com o passar do tempo, mudanças e desenvolvimento da situação internacional, a entidade se tornou cada vez mais influente e integrou mais membros. 

O estudioso iraniano apontou que existem diferenças essenciais entre a OCS e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A Otan é uma organização militar, mas a OCS é uma instituição de cooperação nas áreas econômica e de segurança sem planos na esfera militar. Por outro lado, a existência da Otan é destrutiva. Para os países regionais, o que é mais necessário é cooperação e participação, não de força militar de divisão. Diferente do ocidente com destaque de um dominante, a OCS ressalta um modo oriental de todos negociarem de forma igual. 

No contexto internacional atual, a OCS fornece muitas oportunidades para os membros reforçarem os intercâmbios bilaterais e multilaterais. Isso está em conformidade com as iniciativas de desenvolvimento e segurança global, propostas pelo presidente chinês, Xi Jinping, que necessitam de cooperação de mãos dadas. 

Tradução: Zhao Yan

Revisão: Diego Goulart