Empresa chinesa de motocicletas inaugura nova fábrica no Brasil
2008-01-03 17:18:54    cri

Uma fábrica de montagem de motocicletas subsidiária da empresa chinesa Jialing foi inaugurada segunda-feira na Zona Franca de Manaus.

"Com uma área total de 50 mil metros quadrados, um galpão de 6 mil metros quadrados e geração de 200 empregos diretos, a capacidade total de produção da nova fábrica será de 100 mil motos por ano", explicou o diretor-geral da empresa distribuidora de Jialing em Brasil - Moto Traxx Ltda, Zhou Yu.

No entanto, a fábrica espera produzir 24 mil unidades no primeiro ano, acrescentou.

Participaram da cerimônia de inauguração, o embaixador chinês no Brasil, Chen Duqing, o presidente e diretor-geral do grupo Jialing, Gong Bing, o representante do governador do estado do Amazonas, entre outros.

A Moto Traxx, que tem sua sede desde março de 2000 em Fortaleza (cidade do nordeste brasileiro), é responsável pela produção exclusiva de importação e distribuição de motocicletas do fabricante no Brasil e no Mercosul.

Desde 2003, Moto Traxx estabeleceu uma rede de 115 revendedores ativos em todo Brasil.

Em 2006, 10.175 unidades foram comercializadas pela rede, e até novembro deste ano, o número ultrapassou as 18 mil unidades.

Jialing foi a primeira fábrica de motocicletas da China. Começou a produção de motocicletas em 1979, e depois de 20 anos de desenvolvimento, o grupo atingiu uma capacidade de produção de 2 milhões de unidades anualmente, com dez diferentes cilindradas (de 35 cc a 600 cc) e mais de 200 modelos.

O Grupo China Jialing Industrial Company fatura anualmente 5 bilhões de dólares e possui 10 mil funcionários em marcas Jialing de motocicletas, scooters, motores e motos.

A China exportou 7,27 milhões de unidades de motocicleta s nos primeiros 11 meses de 2007, um aumento de 22,84% sobre o mesmo período de 2006, informou a Associação de Fabricantes de Automóveis da China (AFAC) em um relatório.

A estatística, que cobre 91 fabricantes de motocicleta s, mostra que as exportações de motos de todo-terreno e de motores atingiram 235.700 e 2,32 milhões, representando um aumento de 25,47% e 58,53%, respectivamente.

Até o final do último mês, os fabricantes ganharam US$ 3,6 bilhões em divisas estrangeiras, crescimento de 27,36% em relação ao ano passado.

Os cinco modelos de motocicleta mais exportados, incluindo os 125cc, 100cc e 110cc, representaram 6,66 milhões de unidades vendidas de janeiro a novembro e corresponderam a 91,63% do total exportado.

A AFAC prevê que tanto a produção como as vendas de motocicleta s poderão exceder 25 milhões de unidades este ano.

 
Leia mais Comentário