COI afirma que a China está preparada para os Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022

Published: 2021-03-11 14:47:15
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, afirmou na quarta-feira (10) em seu discurso na 137ª Sessão do COI que a China está pronta para receber os melhores atletas do mundo para os Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022.

Bach lembrou que este é um ano olímpico incomum. Ao mesmo tempo que o Comitê se prepara para as Olimpíadas de Tóquio, adiada para 2021, também está em preparação para as Olimpíadas de Inverno de Beijing com a mesma determinação e força.

De acordo com Bach, faltando um ano para a abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, os trabalhos preparativos são excelentes: todos os locais onde ocorrerão as provas foram concluídos, e os testes nas áreas dos esportes alpinos também foram realizados recentemente.

“Embora com a crise do coronavírus, já podemos dizer com grande confiança: a China está pronta para receber os melhores atletas de esportes de inverno do mundo para os inesquecíveis Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022”, afirmou o presidente do COI.

Tradução: Ângela Han

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Aldeia de Wuyuan acolhe chegada da primavera
Flores de cerejeira em Guizhou
Pessoas visitam show de luzes em Wuhan, província de Hubei
As flores de damasco na cidade Zaozhuang estão em plena floração
Fotos aéreas da praça cultural em Liuzhou
China realiza comemorações do Dia Internacional da Mulher

Notícias

COI afirma que a China está preparada para os Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022
Preços ao produtor da China sobem 1,7% em fevereiro
Inflação ao consumidor cai 0,2% em fevereiro na China
Declaração da CGTN sobre sanções e decisões do Ofcom do Reino Unido
Ministério das Relações Exteriores da China apela por cooperação com OMS para realizar o trabalho de rastreamento
Representante chinês pede solidariedade na resposta ao Covid-19 no Conselho de Direitos Humanos da ONU