Médico russo diz que Covid-19 apareceu quase simultaneamente em todo o mundo

Published: 2021-01-08 18:51:33
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A agência de notícias Sputnik informou na quarta-feira (6) que o médico e apresentador de TV russo, Alexander Myasnikov, fez uma postagem no site do Telegram questionando se o novo coronavírus teve origem na China, dizendo que esta informação é simplesmente equivocada.

Myasnikov acredita que o vírus não teve origem na China e que a alegação de que o vírus se originou em Wuhan parece ser uma forma de chamar a atenção. Ele explicou que as pessoas infectadas com essa doença altamente contagiosa apareceram quase ao mesmo tempo em todo o mundo. Por exemplo, o primeiro caso da doença na França apareceu antes do primeiro caso oficialmente registrado. A Rússia teve uma alta incidência de pneumonia viral incomum já no outono de 2019.

Myasnikov disse que as pessoas foram incutidas discretamente com a ideia de ter sido um surto separado, o que pode não ser a realidade. Segundo ele, é necessário considerar o vírus como um fenômeno natural, e não devemos demonizá-lo, exagerar nem entrar em pânico.

Tradução: André Hu

Revisão: Gabriela Nascimento


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Museu de Paleontologia de Nanjing aberto ao público
Estudantes da Universidade Agrícola de Henan participam de uma competição de raviólis criativos
Lanternas em forma de gatos decoradas nas ruas de Kaifeng
Paisagem de inverno de Parque Nacional da Floresta de Longchi, província de Sichuan
Entusiastas participam da natação de inverno em Harbin
O design das estações da Linha Fangshan atrai muita atenção

Notícias

Xi Jinping apresenta propostas chinesas para promoção do desenvolvimento verde
Ministro da Saúde do Brasil comprará 100 milhões de doses da vacina da China
China cumpre a meta da erradicação da pobreza na população rural
China é agora o país mais seguro do mundo perante a pandemia
Reflexões sobre o fortalecimento do mercado interno chinês
Quatro pessoas morrem em meio à violência no Capitólio dos EUA, diz polícia