Comentário: Pompeo está destruindo reputação dos EUA com sua xenofobia

Published: 2020-06-24 21:16:28
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

"Pompeo prejudicou a reputação do Departamento de Estado construída com serviço e sacrifício por séculos." O site do New York Times escreveu assim em um recente artigo intitulado "Pompeo Desonra o Departamento de Estado dos EUA". Numa época em que os EUA enfrentam a dupla crise de "epidemia" e "protestos", o desempenho do diplomata-chefe do país colocou mais uma vez o sistema diplomático norte-americano em uma posição muito incômoda.

Recentemente, o Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou uma resolução autorizando a Alta Comissária para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, liderar uma investigação sobre o racismo sistêmico nas agências policiais de vários países.

Embora a resolução tenha excluído os termos das questões raciais norte-americanas e da violência policial no país, protegendo a reputação dos EUA ao máximo, Pompeo ainda criticou o documento de "hipocrisia" e argumentou descaradamente que as discussões norte-americanas sobre a morte de George Floyd eram um símbolo do poder democrático e da maturidade do país. Ele também disse que o Conselho de Direitos Humanos da ONU deveria prestar atenção às "questões raciais sistêmicas" de países como a China. As condutas sem limite de Pompeo surpreenderam a comunidade internacional.

De fato, a questão da discriminação racial já afetou profundamente a sociedade norte-americana. No entanto, diante da discriminação racial árdua no país, Pompeo pareceu ser um "homem invisível", exceto ao dar algumas respostas sem tocar na essência do problema. Ele permaneceu calado sobre a morte de Floyd e menosprezou as manifestações antirracistas. O site de notícias Politico até escreveu que, diante da morte de Floyd, diplomatas americanos questionaram: “Onde está Pompeo?"

Ironicamente, Pompeo está particularmente empolgado por difamar a China. Muitos meios de imprensa disseram sarcasticamente que, no mundo restrito de Pompeo, difamar a China parece ser seu trabalho principal. Em resposta, internautas norte-americanos criticaram: "Diplomatas norte-americanos estão retratando a China como uma inimiga de todos os países do mundo. Isso não deve ser o que o governo deve fazer. O Departamento de Estado norte-americano está realizando propaganda xenófoba".

Certamente, esse tipo de propaganda "xenófoba" só fica no nível verbal para Pompeo. Aqueles que conseguem ver além, sabem claramente quem está perseguindo a "tirania". Depois que o Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou a resolução, o Parlamento Europeu também aprovou uma resolução condenando o racismo e a violência policial nos EUA e na União Europeia.

É claro que a "inação" e o "comportamento caótico" de Pompeo dentro e fora do país são especulações políticas e mostram seu desespero para sacrificar os interesses nacionais norte-americanos no lugar de seus próprios interesses políticos.

As violações a compromissos e as mentiras de Pompeo não apenas desperdiçam o precioso tempo da luta dos EUA contra a epidemia, mas também consomem constantemente a credibilidade internacional dos EUA e aumentam o "déficit" moral do país. Se Pompeo continuar a caminho da destruição da credibilidade norte-americana, a história só poderá deixar para ele o título infame de "pior secretário de Estado de todos os tempos".

Tradução: Paula Chen

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Laboratórios de teste de ácido nucleico entra em operação experimental em Beijing
Pessoas chineses abraçam o Festival do Barco do Dragão
Beijing: residentes de comunidade realizam teste de ácido nucleico
Centro cultural em Urumqi
Paisagem de verão da pradaria Xilingol
Estradas turísticas ajudam aumentar a renda local

Notícias

Comentário: Pompeo está destruindo reputação dos EUA com sua xenofobia
Conhecer a cultura tradicional chinesa com Xi Jinping
EUA causaram graves problemas de saúde pública para outros países, diz New York Times
Empresas estadunidenses votam por continuar na China apesar de obstáculos
Vice-premiê chinesa destaca controle mais específico da COVID-19 em Beijing
Terremoto de 7,5 graus atinge México