Huawei constrói a primeira rede de 5G da Europa

Fonte: Xinhua Published: 2019-07-11 16:28:28
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O gigante de tecnologia chinês Huawei construiu a rede de telefone celular 5G em Mônaco, tornado a cidade-país soberano na Riviera Francesa o primeiro país europeu a ser coberto plenamente pelo 5G.
  "Estreia mundial do 5G: Mônaco Telecom, o primeiro país com 5G completo! Velocidade ultra-alta registrada de 1,4 Gbps. 5G incluído em todos os pacotes móveis", escreveu Xavier Niel, dono da operadora em uma mensagem no Twitter na terça-feira.
  Frédéric Genta, delegado interdepartamental de Mônaco responsável pela transição digital, elogiou "a mudança de exemplo" graças à rede de telefone celular 5G baseada na tecnologia da empresa chinesa Huawei.
  "5G é a promessa de uma melhor qualidade de vida para todas as oportunidades excepcionais. Permitirá adaptar a vida às nossas necessidades", disse ele.
  Para o vice-presidente da Huawei Guo Ping, posicionar a nova rede em Mônaco é uma grande oportunidade apesar do pequeno tamanho do território coberto.
  "Mônaco tem um pequeno território... que nos permite torná-la numa vitrine em um número de áreas...e pode servir como modelo para outras operadoras e Estados", disse Guo à mídia local.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Kunming realiza banquete com “refeição de pedra”
Paisagem de verão em Xinjiang
Esplêndidas relíquias do Afeganistão estão em exposição
Conferência de Internet da China 2019 começou em Beijing
Show de lanterna em Changchun
Mulheres da etnia Yao continuam tradição de manter cabelos longos

Notícias

Portos chineses têm a maior movimentação de carga do mundo há 16 anos consecutivos
Huawei constrói a primeira rede de 5G da Europa
Comentário: EUA brincam com fogo ao usar Taiwan para tentar conter a China
China e África pedem proteção dos direitos humanos por desenvolvimento
China sediará sessão do Comitê de Patrimônio Mundial da UNESCO
Comentário: Com a nova liderança da UE, há boas expectativas para relação China-Europa