Li Keqiang encontra-se com imperador do Japão

Fonte: CRI Published: 2018-05-11 11:14:15
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, encontrou-se na manhã desta quinta-feira (10) no palácio imperial em Tóquio com o imperador japonês Akihito.

Li Keqiang transmitiu as cordiais saudações do presidente chinês, Xi Jinping, ao imperador japonês. Li Keqiang disse que devido ao 40º aniversário da assinatura do Tratado de Paz e Amizade China-Japão, o governo chinês espera relembrar o espírito do tratado e promover a normalização e o desenvolvimento das relações sino-japonesas.

O primeiro-ministro chinês acrescentou que durante sua estadia no Japão, já se encontrou com o primeiro-ministro japonês, os presidentes do senado e da câmara, assim como as personalidades de diversos partidos. Li Keqiang visitará Hokkaido, a fim de promover o intercâmbio a nível local. A China quer reforçar o intercâmbio com o Japão, consolidar a base de opinião pública das relações bilaterais, aprofundar o entendimento e a afinidade entre dois povos.

Por sua vez, o imperador japonês Akihito expressou contentamento à visita do primeiro-ministro chinês ao Japão neste ano importante e desejou muito sucesso à visita.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Fernanda Wendland

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Revitalização de Wenchuan dez anos após terremoto
Banheiro público é decorado com plantas em Beijing
App possibilita acesso a filmes em celulares
Vila antiga em Jiangxi leva viagem a centenas de anos atrás
Jovens criam construções famosas de Chongqing com materiais comestíveis
Met Gala 2018: Veja os melhores looks das celebridades

Notícias

Li Keqiang encontra-se com imperador do Japão
Kim Jong-Un recebe secretário de Estado norte-americano
Li Keqiang comparece na comemoração do 40º aniversário do tratado de paz China-Japão
6º Seminário de Jornalismo China-Japão-Coreia do Sul é realizado em Beijing
Discurso de Xi Jinping reflete atitude firme sobre globalização econômica
Jovens latino-americanos aspiram compreender teoria de governança da China