Para presidente do Banco Mundial, a experiência chinesa na eliminação da pobreza merece estudo dos países de renda média

Published: 2017-10-13 10:50:33
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O presidente do Banco Mundial, Kim Yong, declarou nesta quinta-feira (12), em Washington, que a China concluiu uma façanha na história da humanidade de tirar 800 milhões de pessoas da pobreza. Para ele, a experiência chinesa merece estudo dos países de renda média.

Tal afirmação foi feita na reunião anual de Outono, entre Banco Mundial e FMI. Kim Yong disse que a percentagem da população mundial de extrema pobreza caiu de 40% para menos de 10%. Ele atribui essa queda à grande contribuição da China.

Kim Yong revelou que o Banco Mundial está cooperando com a China em várias áreas, como, por exemplo, fornecer o serviço social e de saúde aos habitantes das regiões afastadas. Também afirmou que está cooperando com o Alibaba, em pesquisa sobre financiamento das empresas média e pequenas dos países africanos.

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente