Presidente francês declara que França vai adotar reformas para enfrentar maré de refugiados

Fonte: CRI Published: 2017-10-10 21:10:19
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A França vai lançar uma série de reformas a fim de ajudar os refugiados a se integrar no país. O governo francês também tomará medidas rigorosas para repatriar aqueles que não atenderem às condições de refúgio. O comunicado divulgado nesta segunda-feira (9), pelo presidente francês, Emmanuel Macron, foi feito após encontro com Filippo Grandi, alto comissário das Nações Unidas para Refugiados.

Macron apontou que a França vai enviar dois grupos de trabalho para Níger e Chade, com o consentimento destes países. A ação visa realizar a verificação de identidade dos refugiados no local, de acordo com a lista de solicitação de refúgio oferecida pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

O presidente francês prometeu que a França fornecerá 10 mil vagas para reassentar os refugiados provenientes da Turquia, Líbano, Jordânia, Níger e Chade. O país também pretende aumentar para 10 milhões de euros o fundo de assistência para o ACNUR e a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O valor auxiliará as entidades no tratamento de refugiados na Líbia.

Tradução: Virgília Han

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente