Zonas experimentais promovem abertura da agricultura chinesa ao mundo

Published: 2018-10-30 20:21:39
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A China vai ampliar a abertura da agricultura ao exterior por meio da criação de zonas experimentais, bem como acelerar o processo de reformas na área agrícola através da inovação institucional, afirmou nesta terça-feira (30) o diretor do Departamento de Cooperação Internacional do Ministério da Agricultura e dos Assuntos Rurais do país,  Sui Pengfei. 

Em julho de 2017, o Ministério da Agricultura e dos Assuntos Rurais da China propôs a criação de 10 zonas exemplares e 10 zonas experimentais como uma importante medida para promover a cooperação da agricultura com o exterior. Após um ano de preparativos, o Conselho de Estado do país aprovou a criação de uma zona experimental nacional agrícola em Weifang, na província de Shandong, explica Sui Pengfei. 

“Na cooperação da agricultura com o exterior na nova era, devemos priorizar a inovação, dar mais importância ao conteúdo da cooperação e elevar a sua qualidade. Essa é a nossa aspiração para estabelecer zonas exemplares e zonas experimentais.” 

Em 2018 celebra-se o quinto ano da proposição da iniciativa Cinturão e Rota, assim como o primeiro ano da implementação da estratégia “vitalização rural”. Por isso, é urgente para o país promover a cooperação agrícola com o exterior. O vice-secretário-geral do governo da província de Shandong, Zhang Jijun, disse que a província vai aproveitar a zona experimental de Weifang para ampliar a abertura da agricultura ao mundo. 

“Por um lado, devemos nos esforçar para consolidar os mercados tradicionais e entrar nos mercados emergentes. Especialmente, incentivar as empresas nacionais a criar empresas ou fábricas. Por outro lado, temos de concentrar mais esforços para introduzir capital, tecnologias e talentos para acelerar a modernização agrícola.”

Responsável pela construção da zona experimental, a cidade de Weifang vai destacar na zona uma área da cooperação internacional de tecnologias agrícolas, uma de novas indústrias e negócios agrícolas e outra de novos modelos agrícolas, segundo informações do prefeito de Weifang, Tian Qingying.

“Devemos agarrar as novas oportunidades de cooperação internacional para promover a abertura e o desenvolvimento da agricultura. Temos de fazer pleno uso de plataformas como o centro internacional de exibição e negócio alimentar, o centro de inovação alimentar e agrícola, e o centro de inovação e formação agrícola. Assim, podemos efetuar a cooperação internacional profunda em áreas de comércio de produtos agrícolas e a inovação da tecnologia na agricultura.” 

De acordo com o diretor do departamento da cooperação internacional do Ministério da Agricultura e dos Assuntos Rurais, Sui Pengfeng, o estabelecimento de zonas exemplares e zonas experimentais ajuda ampliar a agricultura chinesa, bem como acumular experiências para divulgar em todo o país. Além disso, através dessas plataformas, o país pode acelerar a inovação institucional e o processo de reforma no setor de agricultura.

tradução: Shi Liang 

edição: Rafael Fontana

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Livraria com design único inaugurada em Guiyang
Outono em Nanjing
Uma exposição de arte com peixinhos foi aberta ao público em Shanghai
Parque nacional florestal de Zhuhai em Guizhou
20ª edição da Competição Nacional de Robótica e Inteligência Artificial
Luxor e seus templos maravilhosos

Notícias

Zonas experimentais promovem abertura da agricultura chinesa ao mundo
Possivelmente não há sobreviventes em queda de avião na Indonésia
Hong Kong confirma participação na 1ª Exposição Internacional de Importações de Shanghai
Jair Bolsonaro do PSL é eleito o novo presidente do Brasil
CIIE constitui plataforma para exibir produtos competitivos do Brasil
China lança satélite de observação oceânica em cooperação com França