Déficit comercial dos EUA com China é armadilha

Published: 2018-04-06 19:58:56
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O governo dos Estados Unidos anunciou, no último dia 3, a cobrança de tarifas extras de 25% sobre 1333 produtos chineses importados pelos EUA, totalizando US$50 bilhões. O representante da Câmara do Comércio Internacional da China na União Europeia, Chen Min, comentou que o objetivo real dos EUA é enfraquecer as instalações chinesas e sua capacidade em pesquisa científica. Para ele, a investigação sob a Seção 301 do Ato do Comércio dos EUA, que serviu de base para a elaboração da lista de sobretaxa, não se baseia nos fatos. 

“A Câmara do Comércio Internacional da China participou, em nome do setor industrial e comercial chinês, da chamada investigação 301. Nós apresentamos materiais de defesa de aproximadamente mil páginas. Faltam, nas acusações, fatos e provas. A nossa entidade se opõe, em nome do setor industrial e comercial da China, à prática unilateral do governo norte-americano.” 

Para Chen Min, o surgimento de disputas entre empresas nas transações internacionais é inevitável. No entanto, o governo norte-americano, partindo do seu objetivo político, exagerou os fatos, violando os princípios básicos de honestidade e credibilidade. O alvo da medida do governo norte-americano é a estratégia chinesa do “Made in China 2025”, disse Chen Min. 

“Com o pretexto de ‘a China rouba e força a transferência de tecnologia’, a lista norte-americana abrange produtos relacionados quase totalmente à tecnologia de ponta, como armas, aeronaves e equipamentos aeroespaciais, equipamento médico e produtos óticos. Daí podemos ver claramente que o objetivo real desta lista é enfraquecer as instalações e a capacidade chinesa na pesquisa científica, tentando atrasar a implementação da estratégia Made in China 2025.” 

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse no Twitter nesta quarta-feira (4) que o déficit anual dos EUA gira em torno de US$500 bilhões, e o país também sofre um roubo de US$300 bilhões em direitos de propriedade intelectual. Chen Min disse que o déficit é uma armadilha montada pelos EUA. 

“Por um lado, os EUA restringem a exportação de tecnologias, contendo desta forma a escalada industrial da China e mantendo os altos lucros de smonopólio e a posição vantajosa das suas empresas. Por outro lado, atacam a China, acusando-a de buscar o superávit comercial. Esse equilíbrio comercial norte-americano, marcado pela intenção e inflexibilidade, é uma transação forçada, e não uma prática da economia de mercado.”

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Um ginásio especial em Chengdu
Visite grandes buracos naturais na terra em Yunnan
Flores desabrocham em montanhas da Grande Muralha em Beijing
Hainan tem primeira ferrovia de alta velocidade que rodeia uma ilha no mundo
Aldeões decoram paredes de casas em Jiangxi
Piscinas de peixes criam diferentes formas no Rio Hongshui

Notícias

Base jurídica da investigação da “Seção 301” é questionada
Déficit comercial dos EUA com China é armadilha
Putin visitará a China em junho
Turquia, Rússia e Irã alcançam vários consensos sobre solução política da questão síria
Sanção norte-americana visa obstruir indústria de alta tecnologia chinesa
Contramedida da China no atrito comercial com EUA é racional e razoável