Mais equipes médicas chinesas são enviadas para ajudar no controle da epidemia em Hubei

Fonte: Xinhua Published: 2020-02-05 17:19:18
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Mais equipes médicas estão sendo enviadas para a Província de Hubei, centro da China, para ajudar o controle do novo coronavírus.

Uma equipe de 138 profissionais de saúde proveniente de hospitais da Região Autônoma da Etnia Hui de

Ningxia, no noroeste da China, voou para Hubei na noite desta terça-feira para se unir à batalha contra a epidemia.

Além disso, a Província de Yunnan, no sudoeste do país, enviou a Hubei o seu segundo grupo de 102 profissionais de saúde.

A Província de Guangdong, no sul da China, enviou uma equipe de sete especialistas em resposta emergencial de saúde pública e 57 trabalhadores médicos para Wuhan, capital de Hubei. Até agora, Guangdong já enviou mais de 400 médicos e enfermeiros experientes para Wuhan.

Por sua parte, a Província de Jilin, no nordeste do país, enviou nesta terça-feira 32 profissionais médicos a Hubei.

Até o final de terça-feira, Hubei tinha registrado 16.678 casos confirmados do novo coronavírus, com 479 mortes e 2.520 casos em condições grave ou crítica.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Hospital Huoshenshan começou a receber pacientes infectados com coronavírus
Funcionários produzem equipamentos de proteção para ajudar no combate ao novo coronavírus
Construção do hospital Huoshenshan completada
Como passar a Festa da Primavera?
Cerca de 400 cisnes voaram recentemente para o rio Peacock em Korla
Clientes fazem as compras para o Ano Novo Chinês em Nanning

Notícias

Comentário: ações dos EUA prejudicam cooperação internacional no controle da epidemia
Mais equipes médicas chinesas são enviadas para ajudar no controle da epidemia em Hubei
Pacientes recuperados do coronavírus na China permanecem no hospital de 5 a 20 dias
​China registra 262 altas hospitalares na terça-feira
China importa US$ 117 milhões de suprimentos médicos para combater novo coronavírus
Chancelaria chinesa pede cooperação para enfrentar a epidemia