Chancelaria chinesa diz que "New York Times" permite que o mundo veja hipocrisia e feiura dos EUA em questões de direitos humanos

Published: 2019-12-06 19:47:20
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Quanto à reportagem do jornal "New York Times" sobre os prisioneiros de Guantánamo abusados pela CIA, a porta-voz da Chancelaria chinesa, Hua Chunying, apontou hoje (6) que a reportagem tornou o mundo mais consciente da hipocrisia e feiura dos EUA em questões de direitos humanos.

O New York Times publicou ontem (5) um desenho de um prisioneiro de Guantánamo, mostrando detalhes de maus-tratos e tortura pela CIA durante sua detenção, incluindo 83 vezes de punição com água.

Hua Chunying disse que a reportagem chegou no momento certo. A situação mencionada nela é um nítido contraste e uma forte ironia do desempenho dos EUA em questões relacionadas a Xinjiang.

Tradução: André Hu

Revisão: Gabriela Nascimento


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Um hotel feito de gelo e neve em Mohe
Paisagem da montanha Wuyi,província de Fujian
Competição de produtos feitos de barro foi realizada em Chongqing
O mar de nuvens na alvorada do inverno na cidade de Puer, província de Yunnan
Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai

Notícias

Chancelaria chinesa diz que "New York Times" permite que o mundo veja hipocrisia e feiura dos EUA em questões de direitos humanos
Documentário sobre participação chinesa no combate às mudanças climáticas estreia em Madri
Banco central chinês e Macau assinam acordo de troca de moedas
​Comentário: Conspiração estadunidense para reprimir China através de Xinjiang é destinada ao fracasso
Vice-chanceler chinês destaca combate a forças internacionais anti-China
Organização chinesa sobre Direitos Humanos critica projeto de lei dos EUA sobre Xinjiang