Comentário: A intenção dos EUA não passa de perturbar Hong Kong para impactar o desenvolvimento da China

Fonte: CRI Published: 2019-11-28 21:35:36
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

No dia 27, horário local, os EUA, sem se importar com a forte oposição da China, assinaram a Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong. Internautas zombaram dos políticos norte-americanos por excesso de confiança, dizendo que não governam bem o seu próprio país e mesmo assim querem se intrometer em Hong Kong. Houveram internautas que até mesmo disseram ao presidente norte-americano que Hong Kong não faz parte dos EUA, mas pertence a outro país soberano, a China, dizendo que não devem interferir em assuntos de países alheios.

A intenção dos EUA não passa de perturbar Hong Kong para impactar o desenvolvimento da China e provocar revoluções coloridas. A suposta preocupação dos EUA com o futuro dos cidadãos de Hong Kong não tem nada a ver com a essência da Lei.

Segundo um relatório sobre a competitividade global de 2019, publicado pelo Instituto International para Desenvolvimento Gerencial, Hong Kong tem estado em segundo lugar nos últimos dois anos, e os EUA, porém, em terceiro. O governo estadunidense quer abalar o status de Hong Kong como zona aduaneira especial por meio da avaliação dos direitos humanos na região. Esta intenção é sinistra.

Nos últimos anos, os EUA lançaram várias leis de intervenção em outros países, as quais demonstram ao mundo a hegemonia, ignorância e arrogância do país, além de se mostrarem ineficazes.

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Erasto Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

China promoverá estabilidade duradoura do contrato de terra
China e Suriname prometem promover cooperação
China lança novo satélite de observação da Terra
Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria