Cientistas identificam novo gene relacionado a doença do algodão

Fonte: Xinhua Published: 2019-09-24 21:07:26
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Cientistas chineses identificaram um novo gene relacionado à Verticillium Wilt de algodão, uma das principais doenças desta planta, dando uma referência para a criação de variedades de algodão resistentes a esta patologia.

A Verticillium Wilt, causada pelo fungo Verticillium dahliae, é uma das doenças mais devastadoras para o algodão de terras altas. É difícil criar variedades resistentes através dos métodos tradicionais de aperfeiçoamento, e identificar os genes-chave relacionados a resistência à Verticillium Wilt é de grande importância.

Cientistas da Academia Chinesa de Ciências Agrícolas descobriram que o gene GhRPL18A-6 está envolvido na regulação da resistência a doenças do algodão e a expressão excessiva do gene melhorou significativamente a resistência à Verticillium Wilt no algodão de terras altas.

A pesquisa traz dicas sobre os mecanismos de resistência à Verticillium Wilt, bem como novos recursos de germoplasma para o aprimoramento molecular de variedades de algodão resistentes.

A pesquisa foi publicada na versão online da revista Industrial Crops and Products.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong