Comentário: pensamento de “soma zero” prejudica os interesses de todos

Published: 2019-08-04 19:00:03
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Os Estados Unidos declararam dias atrás que vão aumentar tarifas em 10% sobre US$ 300 bilhões de produtos importados da China. Essa decisão violou completamente os consensos alcançados pelos líderes dos dois países no encontro em Osaka, Japão, em junho.

Isso reflete que alguns norte-americanos ainda não abandonaram o pensamento obsoleto de “soma zero”. Essa ideia considera que se uma parte ganhar, outra deverá perder. Portanto, eles acreditam que o desenvolvimento econômico de outros países vai prejudicar seus próprios interesses.

No entanto, hoje em dia, a abertura, interconexão e a globalização fazem com que toda humanidade esteja em uma comunidade de interesses comuns. As cooperações podem trazer ganhos mútuos e os confrontos causarão perdas de todos.

Por isso, a parte chinesa sempre acha que as negociações são a primeira escolha para resolver as disputas comerciais entre os dois países.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

“Museu do Tempo 2019” foi inaugurado em Beijing
Festival de corrida de cavalos em Sichuan
Exposição de peixinhos dourados foi aberta ao público
Panorama noturno do Parque Geológico de Gansu
Baoding: rotação de ponte com mais de 80,000 toneladas concluída com sucesso
Paisagem da seção de Jinshanling da Grande Muralha

Notícias

China e Timor Leste concordam em ampliar cooperação no Cinturão e Rota
Comentário: nulidade do Tratado INF aumenta riscos de segurança mundial
Principal mídia dos EUA transmite documentário sobre redução da pobreza na China
China e UE concordam em continuar defendendo Acordo Geral sobre Questão Nuclear Iraniana
Yang Jiechi reafirma que assuntos de Hong Kong da China não podem ser interferidos por forças externas
ELP assume novas tarefas na era atual