Comentário: Terão os falcões norte-americanos “delírio persecutório”?

Fonte: CRI Published: 2019-07-28 21:26:31
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A figura representante dos falcões norte-americanos, Michael Pillsbury, disse, recentemente, que, apesar de não tratar a China como um inimigo, os Estado Unido devem impedir a China de se tornar numa liderança mundial.

Ele alegou inclusive que“até 2049 quando a China expandir mais a economia vai controlar e colonizar, de certo modo, os norte-americanos.”

Pelas afirmações, notamos que Michael Pillsbury poderia estar padecendo de um grave delírio persecutório. A absurda imaginação dele mostra a lógica norte-americana de que os países poderosos exercerão inevitavelmente a hegemonia.

O que ele apregoa visa intimidar as pessoas comuns e criar um ambiente de disputa contra a China. Mesmo repetida, a mentira não se torna verdade.

Sofrida, devido a invasão no século passado, a China desenvolve-se com único objetivo de realizar a independência e reunificação, fornecendo ao povo uma vida confortável e uma sociedade próspera.

O gene de colonização não está no sangue dos chineses, muito menos o desejo de atuar como policial mundial. Evocando a história, o navegador chinês do século XV Zheng He viajou várias vezes aos países do Oceano Índio, levando presentes e produtos para fazer amizade. Já os países ocidentais apenas trouxeram a eles pilhagem e escravidão.

Ao longo dos 70 anos da fundação da Nova China, o país não provocou, por conta própria, nenhuma guerra, mas já reduziu de 4 milhões o número dos militares. Ao contrário, Washington bateu o recorde do orçamento da despesa militar, registrando US$750 bilhões em 2020.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Hilário Taimo

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong