História de empreendedorismo de uma mulher da etnia tibetana

Fonte: CRI Published: 2017-08-28 15:56:21
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

História de empreendedorismo de uma mulher da etnia tibetana

O iaque, bovino grande e peludo com ombros protuberantes, é um dos gados principais no Planalto Qinghai-Tibet e um “meio de transporte” especial no local. Além de enriquecer a mesa dos pastores, o leite do iaque e os diversos tipos de produtos lácteos também contribuem bastante para as rendas.

Dongzgez Chinbu é uma mulher de 50 anos, bonita e alegre da etnia tibetana que vive na Prefeitura Autônoma Tibetana de Golog, da província de Qinghai, noroeste da China. Ela começou a trabalhar em uma empresa estatal de laticínios em 1985. Entretanto, a companhia faliu vinte anos depois,  deixando- adesempregada. Diante das grandes dificuldades econômicas, Dongzgez Chinbu, uma mãe solteira, decidiu iniciar seu empreendimento. Devido às experiências acumuladas na área de  laticíneos, ela confirmou o iogurte do iaque como direção da sua carreira.

“Eu tinha trabalhado na empresa de laticínios por duas décadas, e conheço a situação do desenvolvimento deste setor. Por outro lado, são ricos os recursos pecuários em Golog, especialmente os iaques. Portanto, decidi combinar ambos e tentei fazer o iogurte em casa. Eu fazia de 10 a  15 quilogramas de iogurte por dia e vendia na rua. No inverno, a temperatura da minha cidade pode atingir 27 ou 28 graus negativos, mas o entusiasmo pelo empreendedorismo superou este desafio.”

História de empreendedorismo de uma mulher da etnia tibetana

Em 2004, Dongzgez Chinbu começou seu negócio com três mil yuans, renda total da família naquele momento. Ela não tinha dinheiro para alugar uma loja e só podia vender o iogurte na rua. Em 2009, ela conseguiu finalmente o primeiro financiamento bancário.

“Os departamento dos recursos humanos de Golog elaboraram em 2009 uma política de empréstimo garantido de pequena quantidade, que permitiu um empréstimo pessoal de 50 mil yuans. O governo local valorizou  meus esforços no empreendedorismo e aumentou  a quantia do empréstimo para 200 mil yuans. Com este dinheiro, eu abri uma fábrica para produzir o iogurte e outros produtos lácteos.”

Sua empresa foi batizada com flor Galsang, que significa felicidade na língua tibetana. Após a entrada em funcionamento da linha de produção, Dongzgez Chinbu comprou os equipamentos de inspeção de qualidade e estabeleceu um laboratório dedicado e uma sala de monitoramento. 

“Havia apenas sete trabalhadores quando a fábrica foi construída. As condições de equipamentos foram insatisfatórias. Em 2010, percebi a importância da inspeção de qualidade e comecei a comprar as instalações concernentes. Em seguida, investi cerca de três milhões de yuans nos projetos de teste e armazenamento do iogurte de frutas de ginseng e do leite líquido. O total de investimento na fase inicial superou oito milhões de yuans.” 

12MoreTotal 2 pagesNext

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente