Produtos tecnológicos chineses são muito procurados no mercado internacional

Fonte: CRI Published: 2021-03-01 11:58:27
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O youtuber Casey Neistat apresenta em apenas uns minutos as funções do drone da marca chinesa DJI e fez um voo teste. Logo após a publicação, o número de visitas ultrapassou 4,5 milhões.

Este número prova a boa competitividade da indústria de drone da China no mercado global. Dados mostram que a indústria chinesa representa 80% da cota mundial. Em relação ao drone de consumidor, a empresa chinesa DJI ocupou cerca de 70% da participação no mercado global. Xie Tiandi, diretor de relações públicas da DJI Technology, afirmou que os produtos da empresa são bem procurados por numerosos clientes, incluindo profissionais de cinema e televisão na Europa e na América do Norte.

“A competitividade dos nossos produtos consiste na tecnologia. Podemos fornecer aos consumidores a experiência que outras marcas não têm. Posso dizer que lideramos todo o setor por dois ou três anos, ou seja, outros concorrentes estão atualmente no nível dos nossos produtos de dois anos atrás.”

Nos últimos anos, as marcas de produtos telemóveis da China têm acelerado a expansão no exterior e têm ganhado bons resultados. As empresas famosas OPPO e VIVO têm expandindo sua participação no mercado internacional. No entanto, na África, com uma população de 1,2 bilhão de pessoas, uma marca chinesa que é raramente conhecida pelos chineses, Transsion, foi descrita por profissionais como o “rei do celular” no continente. Dados mostram que a empresa ocupou mais da metade do mercado africano no segundo trimestre de 2020. O responsável da empresa na África Oriental, Wang Chong, disse que a Transsion está presente no mercado africano há dez anos.

“Dez anos atrás, a África mostrava muito potencial aos nossos olhos. Depois de pesquisas, consideramos que era preciso desenvolver produtos adaptáveis aos costumes do uso local. Temos muitas oportunidades neste mercado emergente.”

Para se adaptar à demanda dos usuários locais, a Transsion tem desenvolvido novas funções como adequação da câmera à pele negra, língua local, longa espera e de dois cartões SIM até quatro, entre outras. Enquanto desenvolve o hardware, a empresa também coopera com outras companhias nacionais de internet, lançando produtos personalizados com música, jogo, vídeo e outras áreas, de modo a promover o desenvolvimento industrial digital do continente africano.

A indústria chinesa também liderou o segmento global de telas para smartphone, tablet, laptop e televisão. Segundo estatísticas, em cada quatro telas inteligentes no mundo, uma é produzida pela empresa chinesa BOE. Em 2020, a produção total de telas da BOE ocupou a maior participação no mercado global. O vice-presidente da empresa, Guo Chao, disse que as tecnologias de núcleo líder mundial são um fator importante para os produtos terem a vantagem competitiva.

“A BOE possui características competitivas em inovação, qualidade e diferenciação de produto. Prestamos grande atenção ao investimento em pesquisa e desenvolvimento e, nos últimos anos, já ampliamos nossa vantagem tecnológica no campo de tela de semicondutores para a internet de coisas, big data e inteligência artificial, entre outros. Até 2020, o número de patentes da empresa excede 70 mil. Mais de 35% delas foram no exterior e cobrem os principais países e regiões desenvolvidas e emergentes do mundo."

Segundo Guo Chao, em 2020, o ambiente industrial foi afetado pela pandemia de Covid-19, porém os negócios da BOE aumentaram no exterior. A pandemia não impediu a inovação cooperativa com parceiros globais.

“No contexto de pandemia no mundo, em 2020, desenvolvemos rapidamente um sistema de alerta de temperatura corporal baseado em algoritmo de big data de inteligência artificial, e o compartilhamos com os parceiros de cooperação norte-americanos para vender nos EUA. O sistema foi altamente reconhecido por clientes e as encomendas que recebemos aumentaram mensalmente.”

No início deste ano, a Brand Finance, agência de consultoria e avaliação de marcas de renome internacional, publicou um relatório sobre as 500 maiores empresas de valores de marcas no mundo. A BOE e muitas empresas chinesas estão entre elas.

Guo Chao disse que as empresas chinesas estão com forte vontade de desenvolvimento no exterior enquanto as empresas estrangeiras aguardam o investimento e a cooperação com a China. Frente à longa distância geográfica, cultura diversificada e situação complexa da gestão de mercado, as empresas chinesas precisam aumentar constantemente a competitividade de tecnologia, produto e serviço, e, ao mesmo tempo, melhorar a capacidade de gestão e ampliar o mercado externo com a tecnologia avançada de marketing digital, para fornecer uma experiência melhor aos clientes estrangeiros.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Cidadãos tiram fotos na frente de parede de grafite
A primavera está chegando na China
Lanternas de guarda-chuva decoram as ruas de Hangzhou
Pessoas caminham pelo maior labirinto feito de neve do mundo
Lanternas do Rio Amarelo de Jiuqu iluminam a cidade de Zhangye
Dois papagaios brincam num ramo de uma árvore de flores de ameixa

Notícias

Lançado com sucesso o Amazônia 1, primeiro satélite desenvolvido pelo Brasil
Planejamento para vencer a desigualdade
Gala da Festa da Lanterna de 2021 continua com a atmosfera festiva
Cooperação China-UE é muito maior do que competição: diz Ministério do Comércio
China promoverá distribuição global equitativa de vacinas contra COVID-19, diz chancelaria
Uma nova moda internacional que é cada vez mais local: o TikTok