Web  portuguese.cri.cn  
Beijing - Capital de patrimônios culturais mundiais
  2017-07-05 10:40:07  cri

Beijing é o principal centro cultural da China e também a cidade com maior número de patrimónios culturais mundiais.

A cidade abriga sete atrações consideradas patrimônios culturais mundiais – a Cidade Proibida, a Grande Muralha, o Templo do Céu, o Palácio de Verão, os Túmulos Ming, o sítio paleológico do "Homem de Beijing", em Zhoukoudian, e o Grande Canal Beijing-Hongzhou. Beijing tem uma história de três mil anos e mais de 800 anos como capital do país.

A Cidade Proibida é um lugar imperdível para os visitantes. A antiga cidade de Beijing era composta pela Cidade Proibida, a Cidade Imperial, a cidade interior e a cidade exterior. A Cidade Proibida era a residência das famílias reais das dinastias Ming e Qing. Ela é conhecida hoje como "Museu do Palácio". Ela é também o maior complexo de construção em madeira no mundo.

Já a Cidade Imperial ficava entre a Cidade Proibida e a cidade interior. Era uma extensão da Cidade Proibida. Ela provia vários serviços para a família imperial na Cidade Proibida, inclusive a segurança.

Durante uma reconstrução em grande escala da cidade, os muros da Cidade Imperial foram praticamente todos derrubados. Hoje, o Parque das Relíquias do Muro da Cidade Imperial é um museu ao ar livre do que restou dos muros da parte leste da Cidade Imperial.

O muro vermelho é um símbolo da família imperial. A Cidade Proibida é um complexo incrível de edificações, com muros vermelhos e telhas amarelas vitrificadas. Os altos muros vermelhos são ao mesmo tempo belíssimos e imponentes.

Após a dinastia Tang, o amarelo passou a ser uma cor de uso exclusivo da família imperial. Pessoas comuns, mesmo altos oficiais e nobres, não tinham permissão de pintar seus edifícios com a cor amarela.

A cor vermelha, por sua vez, é um elemento tradicional chinês, simbolizando um futuro auspicioso, riqueza e honrarias, além de uma vida feliz.

Depois da Cidade Proibida, é uma óptima ideia passear pelos jardins imperiais. O Palácio de Verão, lugar mais conhecido entre os jardins imperiais, agrada em cheio todos os visitantes. Ele é um complexo de palácios e jardins situados 8 quilômetros a noroeste das muralhas de Beijing. O local possui centenas de pavilhões, templos, galerias, jardins e lagos.

Ali no Palácio de Verão os visitantes podem apreciar as típicas paisagens do sul da China, centenas de valiosas antiguidades e obras-primas da arte chinesa. Algumas cópias únicas de obras literárias e compilações também foram preservadas dentro do complexo do Palácio de Verão.

A Grande Muralha é também um ponto imperdível para quem visita Beijing. Ela é o sistema de defesa militar mais antigo da China. O início da construção da Grande Muralha remonta a dois mil anos. Ela percorre 15 províncias e cidades do Norte da China. O trecho Mutianyu da Grande Muralha fica no distrito de Huairou e foi selecionado como uma das 16 novas atrações turísticas de Beijing. Ele se conecta à Grande Muralha na Passagem Juyong, no sentido oeste, e com a Grande Muralha Gubeikou a leste.

Muitos líderes estrangeiros, como o ex-primeiro-ministro britânico John Major, o ex-presidente americano Bill Clinton e a Rainha britânica, Elizabeth II, visitaram o trecho Mutianyu da Grande Muralha.

O Templo do Céu é um complexo de construções taoístas situado a sudeste de Beijing. Imperadores das dinastias Ming e Qing visitavam o lugar todos os anos para oferecer preces aos céus pelas boas colheitas. O Templo do Céu foi acrescentado à lista do Patrimônio da Humanidade da Unesco em 1998. O complexo foi ampliado e renomeado Templo do Céu no reinado do imperador Jiajing.

O Muro do Eco, que fica em volta do Fosso Imperial do Céu, no Templo do Céu, tem 3,7 metros de altura e um perímetro de 205 metros. Ele foi assentado de maneira hermética, com tijolos muito finos e recoberto por telhas azuis vitrificadas. A sua construção obedeceu ao princípio da refração das ondas sonoras. Se uma pessoa fica em frente ao muro e fala alguma coisa, o som ressoa de 100 a 200 metros de distância. Se você ficar em pé na Pedra do Som Triplo, bem no centro do muro circular, e bater as mãos, vai ouvir três ecos muito altos.

Os Túmulos Ming, o sítio do "Homem de Beijing", em Zhoukoudian, e o Grande Canal Beijing-Hongzhou são menos populares para os amigos estrangeiros. Mas o valor histórico deles é igualmente importante para a cidade de Beijing. Todos esses lugares são testemunhas da história e da herança da cultura chinesa.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Artista recria obras de arte e fotos de famosas com cachorro quente

v Um bar inspirado em "Game of Thrones" é inaugurado em Washington
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
• Sala de visitas: Sergio Moreira Lima fala sobre a importância histórica da diplomacia brasileira na América do Sul e no mundo (Parte II)
• Entrevista com secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura brasileiro
• Conheça os tipos e benefícios de oleaginosas
• Fórum Internacional do Ensino de Português reúne especialistas em Beijing
• Sala de visitas: As relações Brasil-China e o BRICS sob a análise do presidente da Fundação Alexandre Gusmão, Sergio Eduardo Moreira Lima (Parte I)
mais>>
Galeria de fotos

Vista panorâmica de terras agrícolas e aldeias em Guizhou

Navios da Marinha chinesa em alto mar

A pintura de fios dourados com esmalte cerâmico é um artesanato tradicional chinesa

Festival da Lagosta em Los Angeles
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040