Portugal quer atrair investimento chinês para compra de imóveis
  2013-03-10 20:17:33  cri

O Grupo português Soulfato apresentou no sábado (9) em Beijing seu Plano de Residência Ouro para os investidores chineses, visando atrair investimentos para compra dos bens imóveis. A reunião foi realizada na Embaixada Portuguesa em Beijing.

Na entrevista ao nosso repórter, o embaixador português José Tadeu Soares, salientou que ao invés de uma política de imigração, é uma política de investimento. O investidor só pode obter o direito de residência permanente e de visto Schengen, que permite o deslocamento por outro países membros da União Europeia, cinco anos após o investimento.

Em 2011, Portugal foi classificado como o 19º país mais confortável para os estrangeiros, na frente de Canadá, Reino Unido e Austrália. O Plano da Residência Ouro conta com três condições – o investimento de um milhão de euros, a criação de 10 ou mais postos de trabalho, ou comprar bens imóveis de 500 mil euros.

Devido a crise financeira, os investidores podem comprar imóveis por um preço mais baixo. Por outro lado, Portugal pode absorver mais rapidamente um fluxo de capital.

O presidente do Soufalto, Nuno Batista, afirmou que sua empresa tem projetos imobiliários em todo o país e que vai fornecer serviços de solicitação para os investidores que comprarem imóveis de 500 mil euros.

O projeto imobiliário inclui terra, hotel, apartamento ou casa luxuosa. A compra poderá ser à vista ou em cinco anos.

Por Niu Xuan

Revisão: José da Silva

Leia mais
Comentário