Web  portuguese.cri.cn  
Macau serve como ponte entre países lusófonos e o maior mercado regional chinês
  2011-09-22 21:05:39  cri
      Os países lusófonos estão esforçando-se para atrair mais investimento chinês através das iniciativas de Macau em um fórum em Nanchang, capital da Província de Jiangxi.

  A Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), uma plataforma de serviços de cooperação econômica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa, está financiando um seminário empresarial no 7º Fórum de Cooperação e Desenvolvimento Regional do Pan-Delta do Rio das Pérolas.

  O fórum, criado em 2004, visa estimular a economia dentro da região Pan-Delta do Rio das Pérolas, que inclui nove províncias e regiões autônomas assim como Hong Kong e Macau. Com uma população de mais de 470 milhões, ou 35% da população total do país, a região é um dos maiores mercados regionais da China.

  Macau tem sido estreitamente ligada aos países de língua portuguesa, nomeadamente Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e Timor Leste, em economia e comércio, pois pode fornecer serviços a empresas da parte continental chinesa, incluindo aquelas com negócios nos países lusófonos, para obter vantagens em mercados desses países, disse Jackson Chang, presidente do Instituto de Promoção de Investimento e Comércio de Macau.

  Muitas empresas locais em Macau têm relações comerciais com os países lusófonos, já que desfrutam da vantagem do idioma e podem oferecer informação a seus parceiros da parte continental chinesa e ajudá-los a buscar oportunidades de investimento, assinalou Chang, acrescentando que Macau espera criar uma ponte de cooperação entre a China e os países de língua portuguesa.

  No 12º Plano Quinquenal, o governo central chinês estabeleceu uma orientação de desenvolvimento para que Macau acelere a construção de uma melhor plataforma de serviço de cooperação comercial e econômica entre os dois lados.

  Desde 2003, Macau organizou com êxito três Conferências Ministeriais do Fórum para Cooperação Econômica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, tendo estabelecido na cidade o secretariado permanente do fórum.

  Os últimos dados do secretariado mostram que o volume do comércio entre a China e os países lusófonos subiram 27% anualmente para US$ 62,9 bilhões entre janeiro e julho de 2011.

  O representante de Angola, Joaquim Pereira da Gama, disse que a China é seu maior parceiro comercial e que o país africano espera atrair mais visitantes para desenvolver seu turismo.

  Cesar Yu, representante-chefe do escritório da ApexBrasil em Beijing, ao afirmar que o Brasil é um líder em energia limpa e renovável e o quarto em manufatura de avião, deseja que mais empresas privadas chinesas façam investimentos ou participem de projetos cooperativos no Brasil.

  A representante de Moçambique, Esmeralda Patrício, disse que seu país produz muito chá e camarão, e espera que as empresas chinesas possam investir nestes setores para ajudar no processamento dos produtos. Investidores chineses também podem encontrar oportunidades em energia, agricultura, manufatura e pesca, acrescentou ela.

  O governo de Macau cooperará com empresas regionais para explorar os mercados dos países lusófonos e depois os da União Europeia e América Latina, anunciou Chui Sai On, Chefe do Executivo da RAEM.

Por Xinhua

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Novas fotos da atriz chinesa Huang Shengyi

v Chery inaugura instalações industriais em Jacareí, SP
mais>>
Aviso Vídeo

Caro ouvinte e amigo:

A partir do dia primeiro de maio, iremos alterar o formato dos documentos audiovisuais a ser exibidos na nossa página. O documento áudio será convertido para M4A, enquanto o vídeo, em MP4. O nosso objetivo é tornar a exibição mais leve e aprimorar a qualidade.

Se não conseguir escutar ou assistir ao nosso conteúdo, por favor, atualize o software de Flash. Não precisa trocar o browser. Qualquer dúvida, entre em contato conosco.

Ranking dos textos mais lidos
• Papagaio
• Sonho Bazuca das Artes Maciais
• Falo Português: Ex-diplomata chinesa, Dona Vera Liu Zhengqin recorda da sua carreira diplomática em Portugal e Brasil e fala da sua vida depois da aposentadoria. Suas três netas nascidas todas no Brasil contam suas experiências na China
• Sala de Visitas: Leandro Souza Moreira, um brasileiro que atualmente vive em Xi´an, conversa sobre sua relação com a língua chinesa e com o esperanto.
• Dez anos
• Viagem à Coreia do Sul – entrevista com José Medeiros da Silva II
mais>>
Galeria de fotos

Palácio Potala

Os rostos angelicais de Vogue

Festa da Tomatina na Espanha

Conheça as dez finalistas de Miss Hong Kong 2014
mais>>

• Fanzine Nº2, 2014

• Fanzine Nº1, 2014
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040