Web  portuguese.cri.cn  
Sul do Sudão está pronto para referendo
  2011-01-07 21:14:23  cri
 O Sudão vai realizar um referendo no próximo domingo (9) para decidir a independência dos dez estados na região sul do país. Atualmente, a situação do país é estável e os preparativos já estão prontos para a votação.

Segundo o acordo de paz fechado entre as regiões norte e sul em janeiro de 2005, o país vai concretizar o referendo no dia 9 de janeiro de 2011 após o término da transição de seis anos do governo da união sudanesa. Conforme a Comissão do Referendo do sul do Sudão, organizadora da eleição, cerca de 3,2 milhões de eleitores espalhados pelo país e no estrangeiro vão decidir o futuro do Sudão. O secretário-geral da Comissão do Referendo, Mohamed Osman El-Nujumi, afirmou:

"Enfrentamos muitos desafios, como a falta de tempo. Estamos nos esforçando o máximo possível para superar as dificuldades."

Além dos dez estados do sul, o referendo vai também decidir o futuro da zona petrolífera Abyei, no centro do país. Segundo o representante chinês encarregado das questões do Sudão, Liu Guijin, os preparativos estão atrasados, considerando que a comissão do referendo na zona petrolífera Abyei ainda não foi estabelecida.

"Acho que os preparativos estão atrasados, sobretudo devido à divergências em temas-chave. A questão das fronteiras e o status dos cidadãos das duas partes ainda não foram resolvidos, mesmo após várias rodadas de negociações e do enorme esforço internacional. No entanto, o referendo será realizado conforme programado, salvo a ocorrência de incidentes extremamente particulares."

Em relação ao referendo, o governo sudanês afirmou que vai observar o acordo de paz e respeitar o resultado da eleição. O presidente sudanês, Omar el-Bashir, manifestou repetidas vezes que iria garantir a paz e a estabilidade do país independentemente do resultado. O referendo chama também a atenção da comunidade internacional. Organizações internacionais como União Europeia, Liga Árabe e União Africana, além de países como a China, enviaram observadores para supervisionar o evento. O secretário-geral da Comissão do Referendo disse:

"Acredito na nossa capacidade de realizar um referendo transparente e confiável. Na ocasião, haverá 11.000 observadores nacionais e 1.500 estrangeiros. Eles terão liberdade para supervisionar todo o processo do referendo."

Ao falar sobre a possível influência do referendo no Sudão, o representante chinês Liu Guijin acha que a eventual independência da região sul do Sudão poderá exercer impactos negativos ao país, sobretudo à solução da questão de Darfur.

"Em Darfur, surgiu a ideia de solucionar a questão imitando a região sul. No entanto, a questão em Darfur é diferente. Ela é uma questão de autonomia que dificilmente obterá o apoio da comunidade internacional."

Segundo Liu Guijin, a China mantém um bom relacionamento com o Sudão. As cooperações entre as duas nações abrangem energia, transporte, agricultura e telecomunicações.

"Na questão da independência do sul, defendemos a observação do acordo de paz assinado em 2005. Nós respeitamos a escolha do povo sudanês e esperamos que o referendo possa ser realizado de forma pacífica e confiável, sem que cause quaisquer confrontos na região."

(Por Li Mei)

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040