Instituições chinesas apontam fatores favoráveis para fusões e aquisições das empresas chinesas no exterior
  2016-02-29 10:46:02  cri

O Centro de Pesquisas de Políticas e Economias Estrangeiras da China e o Centro de Pesquisas de Segurança Regional da Academia de Ciências Sociais da China publicaram em conjunto no dia 28 em Beijing os resultados mais recentes sobre pesquisas, segundo os quais, existem atualmente vários fatores favoráveis para as fusões e aquisições das empresas chinesas no exterior, tais como a falta de energia de recuperação da economia mundial, uma nova rodada da revolução industrial, o grande desenvolvimento das empresas transnacionais chinesas etc.

Segundo o Relatório sobre os Ambientes Exteriores de Investimentos da China (2015-2016) publicado no mesmo dia, os dados do Ministério do Comércio do país mostram que em 2014 o número dos projetos de fusões e aquisições das empresas chinesas no exterior atingiu 595, com um valor total de US$ 56,9 bilhões.

As estatísticas do Relatório Mundial de Investimentos apontam que em 2014 as empresas chinesas realizaram 331 projetos de fusões e aquisições, e o valor total foi de US$39,58 bilhões. O valor médio por projeto chegou a US$ 120 milhões.

O professor catedrático da Universidade de Negócios e Economias Internacionais, Yang Liqiang, considera que a fraqueza da recuperação da economia mundial traz oportunidades sem precedentes de fusões e aquisições para as empresas chinesas. Muitas pequenas e médias empresas europeias e americanas necessitam da injeção de capitais e as políticas concernentes são relativamente frouxas, o que fornece oportunidades para as empresas realizarem fusões e aquisições.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Filipe Hu

Leia mais
Comentário