Web  portuguese.cri.cn  
China eleva imposto do cigarro no atacado
  2015-05-11 19:02:01  cri
A China elevou no domingo o imposto sobre o consumo de cigarro no atacado.

A taxa aplicada aos atacadistas com base no preço tributável aumentou de 5% a 11%. Além disso, pagarão um adicional de 0,005 yuan (menos de US$ 0,01) por cada cigarro vendido, disse um comunicado emitido em conjunto pelo Ministério das Finanças e a Administração Geral de Impostos.

O comunicado não dá nenhuma explicação sobre o aumento dos impostos.

O Instituto de Pesquisa de Ciências Fiscais da pasta informou que os consumidores pagarão em média 7% a mais por cada maço, se o aumento dos impostos for repassado a eles.

O instituto, com base em dados estatísticos, prevê que a medida reduzirá o consumo de cigarros entre 4% e 5% e acrescentará 100 bilhões de yuans às receitas fiscais anuais.

A indústria pagou 911 bilhões de yuans em impostos em 2014, o que representou 8,8% das receitas fiscais totais. As receitas fiscais devem ultrapassar 1 trilhão de yuans este ano.

Zheng Rong, professor da Universidade de Economia e Negócios Internacionais, com sede em Beijing, afirmou que o aumento fiscal, caso repassado completamente aos consumidores, significará que o imposto representará até 56% do preço no varejo dos cigarros na China, ainda inferior à média mundial de 65% a 75%.

A China é o maior produtor e consumidor de tabaco no mundo e tem mais de 300 milhões de fumantes --quase a população dos Estados Unidos-- e 740 milhões de fumantes passivos todos os anos.

Dados oficiais mostraram que cerca de 1,36 milhão de chineses morrem anualmente por doenças relacionadas com o hábito de fumar.

Para conter o número de fumantes, o mais alto órgão legislativo chinês adotou no mês passado uma emenda da Lei de Publicidade, que proíbe a publicidade de tabaco em meios de comunicação massivos, lugares públicos, veículos públicos e exteriores.

por Agência Xinhua

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040