China critica a Lei de Redução da Inflação dos EUA
Fonte: CMG Published: 2022-12-01 19:33:29

A delegação chinesa no Conselho de Comércio de Bens da Organização Mundial do Comércio (OMC) expressou recentemente suas preocupações em relação à Lei de Redução da Inflação dos EUA em uma reunião formal em Genebra. Este anúncio foi feito pela porta-voz do Ministério do Comércio da China, Shu Jueting, em uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (1).

Esta lei norte-americana contém uma série de subsídios discriminatórios que distorcem o comércio, além de uma série de medidas e políticas que podem perturbar as cadeias industrial e de suplementos globais.

Segundo Su Jueting, a delegação chinesa disse na reunião que essa ação dos EUA perturba seriamente o comércio e os investimentos internacionais e desestabiliza as cadeias industrial e de fornecimento globais. A China pede aos EUA que cumpram estritamente suas obrigações sob as regras da OMC e protejam efetivamente a autoridade e a eficácia do sistema comercial multilateral.

Em relação às relações econômicas e comerciais China-Europa, a porta-voz disse que sob a orientação política de alto nível, os dois lados formaram uma forte simbiose econômica. Nos primeiros dez meses deste ano, o volume do comércio entre a China e a Europa atingiu US$711,4 bilhões, um aumento de 6,3%.

Su Jueting salientou que a China está disposta a trabalhar com o lado europeu para explorar ainda mais o potencial do comércio e dos investimentos entre os dois lados e elevar a cooperação a um nível mais alto para injetar mais estabilidade e energia positiva na economia mundial.

tradução: Shi Liang

revisão: Erasto Santos Cruz