Rússia e França criticam EUA por interesses econômicos na crise energética da Europa
Fonte: CRI Published: 2022-10-10 15:21:31

O secretário de Imprensa do presidente russo, Dmitry Peskov, disse no dia 9 que os Estados Unidos aproveitam suas gigantes de energia para buscar grandes lucros, o que é uma ação irresponsável.

Segundo Peskov, os norte-americanos estão vendendo gás por um valor de três a quatro vezes maior para a Europa, enquanto incentivam os europeus a aumentarem as sanções contra a Rússia com o objetivo de se livrarem da dependência da energia russa. Peskov salientou que as atividades de produção e a vida dos europeus estão gravemente desequilibradas e até surgiu o fenômeno da desindustrialização. Ele salientou que a situação fará com que os países europeus percam competitividade econômica e trará mais consequências negativas para o continente nos próximos 10 a 20 anos.

O presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou também sua insatisfação sobre a conduta norte-americana no dia 6. “Os amigos norte-americanos e noruegueses ofereceram energia, mas algumas coisas nos negócios não podem continuar, porque pagar quatro vezes o preço que vocês vendem para suas próprias empresas não é o verdadeiro significado de amizade”, afirmou.

A gigante norte-americana de energia Exxon Mobil Corporation revelou no dia 29 de julho que obteve um lucro líquido de US$ 17,9 bilhões no segundo trimestre deste ano, o maior lucro de um trimestre na história da empresa. Uma cifra muito maior do que os US$ 4,69 bilhões registrados no mesmo período do ano passado.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Diego Goulart