China: Declarações dos EUA distorcem o certo e o errado
Fonte: CRI Published: 2022-08-04 21:54:33

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, criticou nesta quinta-feira (4), numa coletiva de imprensa, que as declarações feitas pelos Estados Unidos distorcem o certo e o errado e refletem a sua atitude despótica e arbitrária.

Um funcionário governamental dos EUA disse recentemente que “a responsabilidade pela atual situação no Estreito de Taiwan e pelas tensões entre a China e os EUA é da parte chinesa”.

Hua disse que os EUA e as forças da “independência de Taiwan” estão incitando provocações, que são a principal razão da tensão na região de Taiwan. Segundo ela, a China enfatizou repetidamente que a visita de Pelosi a Taiwan é prejudicial e deixou claro que os EUA seriam responsáveis por quaisquer consequências. Segundo a porta-voz, a China já apontou seriamente que os erros anteriores não podem ser uma desculpa para os EUA cometerem mais erros, salientou.

Sobre os exercícios militares da China, Hua Chunying apontou que o país expressou repetidamente sua firme oposição à visita de Pelosi a Taiwan. Segundo ela, a China tomará medidas firmes e eficazes e os EUA arcarão com todas as consequências.

Em relação à declaração de Nancy Pelosi feita na quarta-feira de que a visita da delegação do Congresso dos EUA a Taiwan é uma forte evidência de que os EUA estão do lado de Taiwan, Hua disse que a história e os fatos já provaram repetidamente que, os países com os quais os políticos dos EUA afirmem estar do lado, só receberão caos e desastres, citando como exemplos o Iraque, a Síria, a Líbia e o Afeganistão.

Tradução: Carlos Shi

Revisão: Erasto Santos Cruz