Relação sino-portuguesa terá um futuro brilhante, diz especialista

Fonte: Xinhua Published: 2019-02-02 11:18:09
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Por Zhu Yilin e Zhou Yongsui
Este ano marca o 40º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre China e Portugal. Ao longo dessas quatro décadas, "os dois países aproveitaram as relações amigáveis, a direção do desenvolvimento correta e o investimento bilateral racional", avalia Wang Cheng'an, ex-secretário-geral do Fórum para a Cooperação Econômica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum de Macau).
Em uma entrevista exclusiva concedida à Agência de Notícias Xinhua, Wang destacou a Iniciativa do Cinturão e Rota, que segundo ele traz diversas oportunidades para o país europeu.
"A China se tornou um dos parceiros asiáticos mais importantes de Portugal, com um crescimento acelerado do comércio bilateral", lembra ele.
Até o final de setembro de 2018, as empresas chinesas investiram 8,26 bilhões de euros (US$ 9,55 bilhões) em Portugal em vários campos, incluindo energia, finanças, seguros, saúde, além de aviação e produtos aquáticos.
Wang acredita que as áreas cooperativas entre China e Portugal continuarão se expandindo, especialmente na colaboração portuária, científica e tecnológica e no desenvolvimento da cooperação econômica azul, além da tripartite com os países africanos de língua portuguesa.
"A Iniciativa do Cinturão e Rota elevará a cooperação sino-portuguesa a um novo nível e trará um profundo impacto às relações econômicas e comerciais entre os dois países", acrescenta.
Este ano marca o 20º aniversário do retorno de Macau à pátria. Wang avalia que a resolução de questão de Macau impulsionou o desenvolvimento das relações sino-portuguesas.
Ao seu ver, graças às vantagens únicas na língua e na cultura, Macau tornou-se um elo histórico em termos de relações bilaterais das duas nações, bem como das relações multilaterais com outros países de língua portuguesa (PLPs).
Como ex-secretário-geral do Fórum de Macau, Wang destacou que, desde a sua criação em 2003, o mecanismo proporcionou uma plataforma multilateral de cooperação entre China e Portugal. As empresas dos dois países inovaram os métodos de cooperação em várias áreas, como energia elétrica e seguros, e alcançaram benefícios mútuos através de cooperação multilateral.
Wang acredita que a reforma e abertura da China, que completam 40 anos, impulsiona o crescimento econômico chinês e também traz mais oportunidades para Portugal.
Para ele, com posições semelhantes em muitas questões internacionais, os dois lados atribuem grande importância ao desenvolvimento da "parceria azul" e também discutirão a promoção da cooperação concreta no domínio relevante da marinha e humanidades.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Pandas gigantes aproveitam presente especial do Festival da Primavera em parque de Guangzhou
Macau: Mercados realizam preparativos para Festival da Primavera
Nanjing: Festival de Lanternas de Qinhuai
Centro de distribuição automatizado inaugurado em Nanjing
Paisagem de inverno em parque florestal de Qinghai
Pessoas visitam mercado para compras do Festival da Primavera

Notícias

Realizado 4ºensaio da Gala do Festival da Primavera 2019 do Grupo de Mídia da China
Aberta cidade Datang que nunca anoitece: Chinatown moderna em Xi’an
China e EUA abrem novo caminho para solucionar questões comerciais
Presidente chinês saudou povo pelo Ano Novo Chinês
Xi Jinping visita entregadores na véspera do Ano Novo Chinês
Xi Jinping visita população de Beijing pelo Ano Novo Chinês