Os "olhos" que protegem a floresta

cri Published: 2017-08-07 19:40:54
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn


Para cada floresta, o mais importante é a prevenção de incêndio. Na floresta nacional Saihanba, província de Hebei, norte da China, apesar de contar com meios tecnológicos como radar infravermelho de detecção de incêndio e sistema de monitoramento de vídeo, a vigilância humana é ainda bem importante para prevenir os incêndios. Os vigias em torres de vigilância são chamados de os "olhos" que protegem as florestas.

Liu Jun, de 46 anos, é um vigia de prevenção de incêndio na floresta nacional Saihanba. Ele tem um rosto escuro, não é muito alto, nem um tipo falador. Porém, sobre a floresta onde vive, pode dizer imediata e corretamente os nomes de cada lugar.

Na floresta Saihanba, todo mundo respeita os vigias. Um fator é a importância do trabalho. O outro é que os guardas sofrem por anos com uma solidão fora da imaginação, já que normalmente as torres de vigilância são construídas em pontos altos e longe da área habitada. Na floresta Saihanba, há nove torres, oito delas são guardadas por casais, para aliviar a solidão. Mas agora, há cada vez menos pessoas que querem fazer este trabalho.

Em 2006, Liu Jun, que trabalhava como guarda florestal, e sua esposa Qi Shuyan, que trabalhava na área de operação, foram transferidos para a torre de vigilância no ponto mais alto da floresta. Para ele, foi um retorno a um lugar bem familiar, já que seus pais trabalharam no mesmo local.

O casal já contabiliza 11 anos de trabalho na torre. Cada ano o trabalho se intensifica nos seis meses de prevenção de incêndio. Nesse período, Liu Jun e sua esposa precisam entregar relatórios a cada 15 minutos. E, em certo período mais crítico, eles enviam notificações durante a noite, a cada hora.

A última vez que o casal voltou da floresta para casa na zona urbana distrital foi em junho do ano passado, para participar do casamento de seu filho Liu Zhigang. Falando dele, o casal se sente culpado. Como muitos funcionários que trabalham na floresta, eles enviaram o filho para viver sozinho na zona urbana distrital, quando ele estava frequentando a escola primária. Felizmente, ao crescer, Liu Zhigang começou a compreender a importância do trabalho dos pais. E a floresta se tornou de um "inimigo" em um "familiar".

Apesar de condições duras de trabalho e vida, o casal está satisfeito com seu trabalho e a vida atual. O maio desejo deles é que após a aposentadoria, exista alguém que possa continuar o trabalho de viga em seu lugar. Seu filho Liu Zhigang sabe o desejo dos pais. Ele desistiu do trabalho em uma fábrica na cidade e voltou para a floresta para aprender os conhecimentos com o pai, esperando continuar protegendo, no futuro, a floresta Saihanba.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente