Web  portuguese.cri.cn  
Porque eu escolhi o português

Com exceção do inglês, francês, russo e japonês, todas as outras línguas são chamadas na China de "minoritárias", entre as quais se inclui o português. O idioma não atraía interesse até o início da década de 1960, quando foi fundado na China o primeiro curso universitário de português pela Universidade de Estudos Estrangeiros de Beijing. Na ocasião, os alunos foram conclamados a estudar português para atender às "necessidades do país". A maioria deles foi destacada para trabalhar no Ministério dos Assuntos Exteriores da China. De acordo com o Gu Fengxiang, um dos alunos dessa primeira turma, o país deu início à formação de tradutores de língua portuguesa por não encontrar nenhum intérprete quando da visita à China do ex-presidente brasileiro, João Goulart, em 1960.

Talvez nunca tenha passado pela cabeça dos graduados em língua portuguesa que um dia o idioma seria tão concorrido e solicitado como atualmente.
Depois de 1999

Em 20 de dezembro de 1999 Macau regressou à China, encerrando a história de mais de 400 anos da administração local por Portugal. Desde então, o governo da Região Administrativa Especial de Macau estabeleceu o português como uma das línguas oficiais da região, ao lado do cantonês e do mandarim. Àquela altura, muitos apostavam que o idioma não sobreviveria em Macau. Dez anos depois, em que estágio a língua portuguesa se encontra? Vamos saber na reportagem.

De 1961 a 2011

Em 1961, 12 anos após a fundação da República Popular da China, foi criada a licenciatura em língua portuguesa pela Universidade de Estudos Estrangeiros de Beijing, a principal escola superior de idiomas estrangeiros do país. Ao longo dos últimos 50 anos, os mais de 400 profissionais formados em língua portuguesa passaram a atuar, por exemplo, nas áreas diplomática, comercial, cultural e educacional.

Os chineses falam português

Você sabia que no Oriente, entre 4º e 53º graus da latitude norte e 73º e 135º graus da longitude leste milhares de pessoas falam português? Não se espante em saber que essas coordenadas geográficas são da China. Nas últimas décadas do século 20, apenas duas universidades em todo o país formavam estudantes em língua portuguesa, a Universidade de Estudos Estrangeiros de Beijing, no norte da China, e a Universidade de Estudos Internacionais de Xangai, no sul.

No 1º Fórum de Ensino da Língua Portuguesa na China realizado no final de agosto, em Beijing, professores de português de todo o país se reuniram pela primeira vez para trocar experiências e discutir problemas observados no ensino do idioma. Dados repassados durante o evento mostram que o número de formados somente na última década ultrapassou o total dos 40 anos anteriores. Num passado não tão distante, o português era visto como uma língua exótica, minoritária se comparada ao inglês, francês ou alemão, realidade que mudou com o tempo.

Links

此页面上的内容需要较新版本的 Adobe Flash Player。

获取 Adobe Flash Player

Comentário
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040