União no combate à pandemia e defesa conjunta do multilateralismo

Published: 2020-11-18 11:21:51
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A 12ª cúpula do Brics foi realizada na terça-feira (17) por videoconferência. Para personalidades internacionais, o discurso proferido na ocasião pelo presidente chinês, Xi Jinping, deu forte confiança e grande dinâmica para reforçar a cooperação antiepidêmica global, defender o multilateralismo bem como promover a recuperação econômica mundial.

É de suma importância a proposta apresentada pelo líder chinês sobre a preservação da igualdade e justiça internacional, bem como a defesa do multilateralismo, especialmente diante da atual situação internacional, afirmou Jim O'Neill, criador do conceito Brics e presidente do Instituto Real de Assuntos Internacionais do Reino Unido. Os países precisam fortalecer a cooperação, avançar na pesquisa e desenvolvimento de vacina e no estudo sobre o tratamento da doença e concretizar a recuperação econômica com base no controle da pandemia, sugeriu o economista britânico.

Para Oleg Timofeev, professor da Universidade da Amizade do Povo da Rússia, vale a pena aprender com as experiências chinesas na luta contra o Covid-19. Ele espera que sejam elaboradas mais metas de longo alcance entre os integrantes do Brics em relação à cooperação multilateral e humanitária.

De acordo com Ronnie Lins, diretor do Centro China-Brasil: Pesquisa e Negócios, o bloco obteve resultados exitosos na cooperação na saúde pública e agiu positivamente na troca de informação epidêmica, comércio relacionado com cuidado médico e na pesquisa e desenvolvimento da vacina.

Já para o sinólogo e professor da Universidade Jawaharlal Nehru da Índia, B. R. Deepak, são de extrema importância as propostas sobre a promoção da construção do centro de pesquisa e desenvolvimento de vacina do Brics, da eliminação da pobreza como a meta principal da comunidade internacional, bem como a construção da parceria da nova revolução industrial.

Jannie Rossouw, diretor do Departamento de Economia e Comércio da Universidade de Witwatersrand, da África do Sul, destacou a importância de cooperação antiepidêmica, já que nenhum país consegue encarar a pandemia sozinho. A realização da cúpula tem grande significado num momento em que a pandemia ainda não foi eliminada e que todos os países estão enfrentando dificuldades em níveis diferentes.

Tradução: Zhu Jing

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Parque Baotuquan em Jinan
Área cênica de Huangbaiyuan na cidade Baoji atrai turistas
Paisagem de outono no parque Ditan
A "selva de cerveja" atrai visitantes na cidade de Qingdao
Jovens participam de jogos divertidos em Neijiang, província de Sichuan
Artista vietnamita cria réplicas em miniatura de pratos tradicionais

Notícias

Combater o COVID-19 em Solidariedade e Promover a Cooperação do BRICS através dos Esforços Concertados
Fórum de Alto Nível de Cooperação Verde China-UE é realizado
Observação: Promessa chinesa aumenta confiança global na resposta a mudanças climáticas
Xi Jinping destaca cinco tarefas para desenvolvimento de alta qualidade do Cinturão Econômico do Rio Yangtzé
Comentário: Mike Pompeo começou mais uma viagem embaraçosa na Europa e no Oriente Médio
Novo coronavírus já circulava na Itália em setembro de 2019, indica estudo