China e Brasil reforçarão cooperação de infraestruturas após a epidemia

Fonte: CRI Published: 2020-07-09 11:38:37
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A Embaixada da China no Brasil, o Ministério da Infraestrutura brasileiro e a Associação de Empreiteiros Internacionais da China realizaram conjuntamente nesta quarta-feira (8), horário local, uma atividade de intercâmbio online sobre a cooperação bilateral na área de infraestruturas. Em seu discurso, o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, salientou que as infraestruturas são um motor importante para revitalizar a economia, sendo também um setor crucial de colaboração entre os dois países após a epidemia.

O diplomata destacou que a China saúda a participação do Brasil na cooperação do Cinturão e Rota, de forma a impulsionar os intercâmbios bilaterais em infraestrutura. Ele espera que os governos de ambos os lados possam promover a facilitação de investimento e à eliminação de barreiras comerciais visíveis e invisíveis, com o objetivo de criar um melhor ambiente cooperativo para as empresas dos dois países e impulsionar mais avanços de colaboração pragmática depois da epidemia. 

Por sua vez, o vice-ministro da Infraestrutura do Brasil, Marcelo Sampaio, declarou que a China é o parceiro de cooperação mais importante do Brasil. Os dois países possuem uma boa base de colaboração na área de infraestruturas e forte complementaridade neste aspecto. Diante dos desafios à economia causados pela pandemia, o governo brasileiro está elaborando um novo planejamento para construção de infraestrutura pós-epidêmica e novas políticas de investimentos, visando atrair a participação de mais empresas chinesas nos projetos-chave de logística local. O governo brasileiro quer cooperar com a China para apoiar a colaboração entre as empresas dos dois países e inovar os métodos de financiamento e operação de projetos, acrescentou Sampaio.

Na videoconferência, os funcionários do Ministério da Infraestrutura também apresentaram detalhadamente os planos dos principais projetos de infraestruturas e trocaram opiniões com os representantes de empresas chinesas quanto ao modelo de operação de projetos, canais de financiamento e padrões de construção. O evento de intercâmbio online atraiu a participação de mais de cem pessoas, incluindo empresas chinesas envolvidas em cooperação de infraestruturas do exterior e veículos de imprensa da China e do Brasil.

Tradução: Zhao Yan

Edição: Diego Goulart


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21