Equipa médica da China ajuda combate à epidemia em São Tomé e Príncipe

Fonte: CRI Published: 2020-06-17 18:18:44
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Entre dia 31 de maio e 8 de junho, uma equipa médica da China foi a São Tomé e Príncipe para ajudar no combate local à epidemia do novo coronavírus, segundo informou o embaixador chinês, Wang Wei, em uma entrevista exclusiva ao Grupo da Mídia da China.

Os médicos chineses não apenas promoveram várias sessões de treinamento sobre teoria e métodos de controle e prevenção epidêmica, também visitaram os hospitais locais que acolheram os pacientes infectados por COVID-19 para dar sugestões detalhadas no tratamento e trocar experiências com o pessoal enviado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “O trabalho dos médicos chineses recebeu muita admiração pela sociedade local,” lembrou o embaixador, citando também os agradecimentos apresentados pela autoridades.

O presidente de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, reiterou que a China é uma parceira estratégica e acredita que o país vencerá a epidemia com assitência sincera dos médicos chineses. O primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, também expressou gratidão, salientando que o verdadeiro amigo aparece nos momentos difíceis. Além disto, vários ministros e oficiais governamentais telefonaram a Wang Wei para agradecer. Os jornais e televisões também noticiaram sobre a relação da cooperação entre os dois países no combate ao Covid-19.

Presidente Evaristo Carvalho visita os médicos chineses.

Presidente Evaristo Carvalho visita os médicos chineses.

Desde a retomada das relações diplomáticas com a República Popular da China em 2016, o princípio de “Uma Só China” já se tornou o maior consenso político entre as autoridades de São Tomé e Príncipe, enfatizou o embaixador chinês. Ele apresentou que apesar das discordâncias em vários assuntos políticos, as autoridades locais têm respeitado firmemente o pincípio de “Uma Só China”. “Muito amigos aqui me disseram que quem enxerga o mundo com olhos abertos entende o caminho certo para desenvolver o relacionamento com a República Popular da China,” contou Wang Wei. 

O embaixador sublinhou que, ao longo desses anos, a China e São Tomé e Príncipe ampliaram as cooperações nos campos da infraestrutura, combate à malária, agricultura, energia elétrica, sistema médico, cultura e formação do pessoal. “Ressalta-se que uma aldeia local onde registrava mais pacientes de malária não relata nenhum caso infectado em seis meses com a chegada dos médicos chineses.” O projeto anti-malária da China é aplaudida pelos habitantes e o Ministério da Saúde está planejando aplicá-lo em todo o território de São Tomé e Príncipe, recontou o diplomata chinês.

(Embaixador chinês Wang Wei e ministro da Saúde de São Tomé e Príncipe assinam acordo de cooperação. )

Embaixador chinês Wang Wei e ministro da Saúde de São Tomé e Príncipe assinam acordo de cooperação. 

Agora, cada dia mais pessoas de São Tomé e Príncipe querem conhecer a China. Wang Wei revelou que o primeiro Instituto Confúcio, inaugurado no ano passado, atraiu muitos estudantes e mais de 300 alunos locais já aprenderam chinês. Wang Wei disse ainda que há muitos turistas chineses que foram a São Tomé e Príncipe para apreciar a paisagem insular e a cultura singular desse país africano.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Diego Goulart 

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21