Comentário: globalização é inevitável

Published: 2020-01-21 20:05:31
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Fórum Econômico Mundial será realizado nos dias 21 e 24 em Davos, Suíça. Mais de três mil convidados provenientes de 117 países e regiões vão participar do evento. Um dos principais temas da reunião deste ano é o futuro da globalização sob o contexto do crescimento da economia mundial desacelerado, assim como o multilateralismo e o comércio livre que estão enfrentando graves desafios.

Nos últimos anos, nasceram palavras como antiglobalização, desglobalização, etc. O unilateralismo e o protecionismo comercial já causaram influências negativas para a economia do mundo. Mas os fatos das últimas décadas demonstram que a globalização é uma tendência histórica inevitável. Como o presidente chinês, Xi Jinping, disse há três anos, no Fórum de Davos, que atualmente não é possível cortar os contatos de investimentos, tecnologias, produtos, industrias e pessoas entre diferentes países. A economia mundial já é um mar e não tem como voltar a ser pequenos lagos ou rios independentes, enfatizou o líder chinês.

As atuais dificuldades da globalização são por causa da falta da boa governança financeira, a injustiça da distribuição dos bônus e a desaceleração econômica.

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevedo, disse recentemente que, nos últimos dois anos, muitos países lançaram políticas para restringir o comércio. Ele lembrou que, só em 2019, US$747 bilhões de importações foram prejudicadas. No entanto, o protecionismo comercial não resolveu os problemas surgidos no processo de globalização.

Além disso, a tendência da globalização não mudou. As pesquisas da famosa empresa de logística DHL mostram que, no ano passado, mesmo com mais políticas protecionistas, os contatos comerciais entre diferentes países foram mais estreitos e frequentes.

Não podemos atribuir todos os problemas econômicos à globalização. Ao contrário, precisamos nos adaptar e nos orientar bem a esta tendência histórica para que todos os países sejam beneficiados por ela.

Três anos atrás, o presidente chinês, Xi Jinping, já deu suas sugestões: insistir em impulsionar o desenvolvimento com inovações, em cooperar de maneira aberta e ganho mútuo, em avançar com o tempo para criar um modelo de governança razoável e justo e em procurar o desenvolvimento abrangente e de benefícios comuns.

Este ano é o 50º aniversário do Fórum de Davos. O tema principal do encontro é “Concentrar a força de todo o mundo para realizar o desenvolvimento sustentável”.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Cerca de 400 cisnes voaram recentemente para o rio Peacock em Korla
Clientes fazem as compras para o Ano Novo Chinês em Nanning
Artistas voluntários realizam a dança de dragão e leão para os moradores
Paisagem de inverno da pradaria Xilingol
Pessoas compram flores para o Festival da Primavera
Fotos aéreas da cidade Liuzhou

Notícias

Realizado em Beijing 4° ensaio da gala do Festival da Primavera 2020
Novos artistas e novas tecnologias serão destaques da Gala do Ano Novo Chinês do CMG
Resgate está na região atingida pelo terremoto em Xinjiang
China emite 45,3 trilhões de yuans em bônus em 2019
Mídias estrangeiras acompanham Gala da Festa da Primavera do CMG
Realizado em Beijing 3° ensaio da gala da Festa da Primavera