Xi Jinping participa da reunião de líderes do BRICS com o Conselho Empresarial e o Novo Banco de Desenvolvimento do bloco

Published: 2019-11-15 02:40:24
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Os líderes dos países do BRICS mantiveram um diálogo com o Conselho Empresarial e o Novo Banco de Desenvolvimento do BRICS, em 14 de novembro, em Brasília. Participaram do encontro o presidente chinês, Xi Jinping, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o presidente russo, Vladimir Putin, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa.

Os líderes dos cinco países ouviram os relatórios de trabalho dos representantes do Conselho Empresarial e do Novo Banco de Desenvolvimento do BRICS, aceitaram o relatório anual de trabalho do representante do Conselho Empresarial e fizeram discursos separadamente.

Em seu discurso, Xi Jinping reconheceu o trabalho do Conselho Empresarial e do Novo Banco de Desenvolvimento e espera que as duas instituições realizem o espírito empreendedor e empregassem grande esforço para contribuir para o desenvolvimento econômico e social dos países do BRICS, os países de mercados emergentes e países em desenvolvimento.


Tradução: Li Jing

Revisão: Diego Goulart


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong