Chanceler chinês salienta não causar custos a terceiros na consulta comercial com EUA

Fonte: CRI Published: 2019-10-22 20:02:45
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, salientou nesta segunda-feira (22) que a China não utiliza nem afeta outros quando negocia com os norte-americanos na consulta comercial.

Na entrevista concedida à APF em Paris, o chanceler chinês reafirmou que a disputa comercial é provocada pelos Estados Unidos e a China fica forçada a tomar contramedidas necessárias e racionais. A reação da parte chinesa tem o objetivo de defender os próprios direitos legítimos e também o sistema de livre comércio.

Wang Yi revelou que a nova rodada de consulta comercial com Washington obteve avanços substanciais e forneceu uma base importante para alcançar um acordo provisório. Os resultados comprovam que os dois lados podem procurar uma solução aceitável caso dialoguem com respeito e igualdade, apontou o ministro.

O diplomata chinês enfatizou que a China está de braços abertos não apenas aos Estados Unidos e França, mas também a todo o mundo. Ele disse que o país nunca se utilizará dos interesses de terceiros para conseguir benefícios próprios na consulta comercial e espera que a Europa também não sacrifique os outros. Wang Yi pediu que a União Europeia continue se comprometendo com um ambiente justo, e não discriminado, às empresas chinesas.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Erasto Santo Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong