Comentário: Reforma do FMI deve elevar direito discursivo e representatividade das economias emergentes

Fonte: CRI Published: 2019-07-17 19:17:49
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou no dia 16 que aceitou a renúncia da directora-gerente ChristineLagardee iniciou imediatamente o processo seletivo do próximo líder desta instituição. Seja quem for o próximo que comandará o FMI, essa pessoa deve promover a reforma de quota e governança do FMI, continuar a elevar o direito discursivo e a representatividade das economias emergentes e dos países em desenvolvimento, para que o FMI possa defender de melhor forma sua legalidade e efetividade.

Como um legado do sistema de Bretton Woods, o FMI tem se dedicado à promoção da cooperação monetária, ao fornecimento de fundos e assistências e à defesa da estabilidade financeira internacional. Desde o início do século XXI, a estrutura econômica global registrou grandes mudanças, nomeadamente a ascensão das economias emergentes, e o papel atenuado do atual sistema da governança econômica global. Neste contexto, a reforma do FMI e a elevação da participação e do direito discursivo das economias emergentes e dos países em desenvolvimento representam uma tendência irreversível.

Desde que ChristineLagarde assumiu a liderança do FMI em 2011, ela trabalhava na reforma de quota e governança da instituição. Mesmo assim, essa reforma ainda não é suficientemente efetuada para refletir a mudança da estrutura econômica do globo. Atualmente, o PIB das economias emergentes e dos países em desenvolvimento ocupa metade da produção do mundo inteiro e contribuiu com 80% do crescimento global. E o percentual do PIB dos EUA na economia global diminuiu para 20%. Mesmo assim, os EUA ainda possuem a maior quota de votação de 16,52% e um voto de veto.

Essa inconformidade não só prejudica os interesses das economias emergentes e dos países em desenvolvimento, mas também afeta a representatividade, a objetividade e a legalidade do FMI. Como disse o diretor-gerente interino do FMI, David Lipton, “para manter a influência global e o atual recurso do FMI, é indispensável a elevação do direito discursivo dos países com a economia elevada que estão dispostos a assumir suas responsabilidades respectivas.”

Tradução: Xia Ren

Revisão: Gabriela Nascimento


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong