Embaixador chinês reúne-se com alto oficial do Itamarty no Brasil

Fonte: CRI Published: 2019-01-09 09:45:33
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, reuniu-se nesta terça-feira (8) com o subsecretário-geral para a Ásia e o Pacífico do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Sardinha Pinto.

Embaixador chinês reúne-se com alto oficial do Itamarty no Brasil

No encontro, o diplomata chinês lembrou que a parceria estratégica global China-Brasil tem se desenvolvido constante e profundamente nos últimos anos, dando ênfase a visão integral e estratégica. A China está disposta, junto com novo governo brasileiro, a intensificar contatos de alto nível, melhorar o mecanismo de diálogo e aprofundar as cooperações em todas as áreas, com vista a impulsionar o desenvolvimento do seu relacionamento mais sustentável, saudável e rápido.

Sardinha Pinto, por sua vez, apresentou as boas-vindas ao embaixador chinês que foi recentemente enviado para o Brasil. Ele afirmou que o Brasil tem tratado a China como importante parceiro estratégico. O novo gabinete dedica-se a impulsar as relações com o país asiático e quer consolidar a agenda de coordenação entre os dois lados.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Tesla inicia construção de fábrica em Shanghai
Pântano de metasequoias em Yunnan
Cidade Proibida realiza exposição comemorativa do Festival da Primavera
Pandas-gigantes se divertem no inverno de Shandong
Lanternas tradicionais são fabricadas para receber Festival da Primavera
Governos locais ajudam moradores a se livrarem da pobreza em Jiangsu e Shaanxi

Notícias

Embaixador chinês reúne-se com alto oficial do Itamarty no Brasil
Dois acadêmicos ganham mais alto prêmio de ciência e tecnologia da China
Houthis dizem ter dialogado com enviado especial da ONU sobre cessar-fogo
António Guterres condena tentativa de golpe de Estado no Gabão
Força Nacional de segurança pública chega ao Ceará para conter violência
China urge que os EUA terminem atos provocativos nas Ilhas Xisha