Presidente brasileiro se encontra com Yang Xiaodu

Published: 2018-07-01 21:17:36
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O presidente do Brasil, Michel Temer, se reuniu nesta quinta-feira (28), no Palácio do Planalto, com Yang Xiaodu, membro do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh) e vice-secretário da Comissão Central de Inspeção Disciplinar do país.

Yang Xiaodu, também diretor da Comissão Nacional de Supervisão, transmitiu a Temer, os cumprimentos cordiais do presidente chinês, Xi Jinping. Segundo ele, durante 44 anos desde o estabelecimento dos laços diplomáticos entre a China e o Brasil, os dois países têm obtido resultados frutíferos nas cooperações em vários círculos. O PCCh está disposto a construir um novo modelo de relação dos partidos políticos, procurando os pontos comuns e manter as diferenças, com respeito e aprendizagem mútuos com o Brasil. Ele apresentou ao lado brasileiro o “Pensamento de Xi Jinping sobre o Socialismo com Características Chinesas na Nova Era” e ofereceu a ele o livro de Xi Jinping, “A Governança da China”, em versão portuguesa.

Temer pediu Yang Xiaodu a comunicar os seus bons desejos ao presidente chinês, Xi Jinping. Ele deu grande importância às relações com a China, acolhendo mais empresas de capital chinês a participar do Programa de Parceiros de Investimento do Brasil.

Tradução: Luana Xing

Revisão: Diego Goularte

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Melões Hami colhidos em Xinjiang
Onda de calor atinge Jiangsu, no leste da China
As redes sociais chinesas estão sendo dominadas por fotos do céu azul em Beijing
Pudong lidera reforma e desenvolvimento da China
Floresta imersa em Wuhan
Copa 2018: fotos de torcedores

Notícias

Presidente brasileiro se encontra com Yang Xiaodu
Estátua de Karl Marx doada pela China se torna paisagem popular de Trier
Conheça o maior partido do mundo –Partido Comunista da China
Liangjiahe 1 - Xi Jinping volta a Liangjiahe
China apoia que comunidade internacional aumente força antiterrorismo
Chancelaria chinesa reitera princípio de “Uma só China”