Comentário: Inovação adiciona forças motrizes à economia chinesa

Published: 2019-09-17 20:13:55
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Banco Mundial, o Centro de Pesquisa de Desenvolvimento do Conselho de Estado da China e o Ministério das Finanças do país, divulgaram conjuntamente nesta terça-feira (17) o relatório “Inovação da China: Novos Motores do Crescimento”. Segundo o documento, a economia chinesa está entrando numa fase de “nova normalidade” e a capacidade de inovação do país está sendo fortalecida.

Atualmente, a economia chinesa está passando por uma transformação que prioriza mais um desenvolvimento de alta qualidade, em vez de buscar um rápido crescimento. Neste processo, é crucial encontrar e liberar novas forças motrizes. O relatório divulgado apontou que após a crise financeira global, o aumento lento da produtividade total dos fatores é comum tanto em países desenvolvidos quanto em países em desenvolvimento. A China também não é uma exceção.

O que é estimulante é que estão surgindo novas forças motrizes na economia chinesa. Segundo dados mais recentes do Departamento Nacional de Estatísticas do país, em 2018, o índice de novos motores do desenvolvimento econômico da China atingiu 270,3, uma alta de 28% em relação ao ano anterior. A economia da internet contribuiu mais de 80% para a subida deste índice, o que mostra que a economia digital já se tornou uma importante força motriz para o crescimento econômico do país.

Uma demonstração do surgimento de novos motores da economia chinesa é que o país obteve grandes avanços na área de alta tecnologia, explorando vigorosamente o fundo da economia. No ranking do índice global de inovação, a China subiu da 29a posição em 2011 para a 17a em 2018. E em várias áreas como comércio eletrônico, inteligência artificial, tecnologia financeira e energias renováveis, a China já está na vanguarda entre os demais países do mundo.

Outra demonstração é que os recursos humanos do país estão aumentando. O relatório divulgado mostra que os graduados em disciplinas como ciência, tecnologia, engenharia e matemática representam 40% da totalidade. Com um número cada vez maior de talentos, a China está se tornando uma base de pesquisa científica e tecnológica para as companhias transnacionais.

De fato, o surgimento constante de novas forças motrizes da economia deve-se à estratégia de desenvolvimento impulsionado pela inovação adotada pela China. Uma série de políticas e medidas foram aplicadas para mobilizar diversas forças do mercado, apoiar a inovação de indivíduos e empresas e encorajar a pesquisa e desenvolvimento. Exatamente como diz o relatório, a promoção da inovação e a competição do mercado são as chaves para o futuro crescimento da economia chinesa.

tradução: Shi Liang

revisão: Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong