China tem condições para alcançar crescimento econômico previsto

Published: 2019-09-16 19:46:54
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Segundo dados divulgados pelo Departamento Nacional de Estatísticas (NDE) da China, nos primeiros oito meses deste ano, tanto o comércio exterior quanto o investimento estrangeiro do país cresceram rapidamente, e a reserva de divisas registrou um aumento. A China tem confiança, base e condições para alcançar o crescimento econômico previsto para este ano.

Numa coletiva à imprensa realizada nesta segunda-feira (16), Fu Linghui, porta-voz do DNE, apresentou os principais indicadores econômicos do país para o mês de agosto. Segundo sua avaliação: “De acordo com os indicadores econômicos, em agosto, a produção industrial teve um ritmo de crescimento desacelerado, o setor de serviços registrou um rápido aumento, e as vendas no varejo mantiveram um crescimento estável. Em geral, apesar da influência de diversos elementos, a economia chinesa mantém agora uma tendência de crescimento estável.”

Nos primeiros oito meses, a produção industrial de valor agregado do país cresceu 5,6% ante o ano passado, com o ritmo de crescimento desacelerado em relação aos 5,8% registrados de janeiro a julho. Em particular, o setor manufatureiro de alta tecnologia liderou o crescimento geral da produção industrial, com uma alta de 6,1% em relação ao ano anterior.

Quanto à demanda, as vendas no varejo de bens de consumo da China tiveram um aumento anual de 7,5% em agosto, atingindo 3,39 trilhões de yuans (US$ 479,78 bilhões). De acordo com Fu Linghui: “As vendas de bens de consumo, excluindo os automóveis, cresceram 9,3% em termos anuais em agosto para 3,08 trilhões de yuans, um ritmo 0,5 ponto percentual acima do mês anterior. Ao mesmo tempo, o consumo em serviços manteve um aumento rápido de dois dígitos. A ampliação do consumo está desempenhando um papel cada vez maior para suportar e até mesmo impulsionar o crescimento econômico.”

O investimento em ativos fixos da China (IAF) cresceu 5,5% em termos anuais nos primeiros oito meses de 2019. A indústria de alta tecnologia liderou o aumento de investimentos em todos os setores, com uma alta de 13%. Além disso, de janeiro até agosto, as importações e exportações do país aumentaram 3,6% em relação ao mesmo período do ano passado, especialmente com os países envolvidos na iniciativa “Cinturão e Rota”.

O porta-voz Fu Linghui considera que neste ano, o ambiente econômico internacional tem sido complexo e a economia global mostra tendências de crescimento desacelerado. Segundo ele, a China está numa fase crucial da reestruturação econômica e continua enfrentando pressões da desaceleração do aumento econômico. No entanto, ainda há condições favoráveis para a economia chinesa alcançar o crescimento previsto para este ano.

tradução: Shi Liang

revisão: Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong