Comentário: Empresas chinesas se desenvolvem perante dificuldades

Published: 2019-09-04 19:53:40
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O ranking das 500 Principais Empresas da China foi divulgado recentemente. Em comparação com o ano passado, as escalas de negócios das empresas alistadas deste ano vêm expandindo. Elas avançaram continuamente às categorias mais altas das cadeias industriais e aumentaram sua influência no palco internacional.

Perante a complicada conjuntura econômica atual, as empresas chinesas se esforçaram para enfrentar as pressões e superar as dificuldades, conquistaram resultados satisfatórios e mostraram persistência e resiliência duradouras.

O ranking, divulgado há 18 anos consecutivos, é uma referência muito importante para estudar e avaliar o poderio das empresas chinesas. A lista também reflete o nível de desenvolvimento da economia chinesa.

No ranking de 2019, as empresas chinesas continuaram crescendo. A renda de operação das 500 principais empresas do país se aproximou de 80 trilhões de yuans, tendo um aumento de 11,14% comparado com o ano passado. O valor total dos ativos delas somou cerca de 300 trilhões de yuans, registrando uma expansão de 9%. O investimento em pesquisas e desenvolvimento dessas empresas superou os 976 bilhões de yuans e o valor foi de 21,71% mais alto do que em 2018.

Ao mesmo tempo, a qualidade do desenvolvimento dessas 500 principais empresas continua aumentando e as suas estruturas melhorando constantemente. Por exemplo, o número das empresas de manufatura avançada e serviços modernos vem aumentando também. Empresas dos setores de energia eólica e solar, semicondutores e circuitos integrados foram incluídas na lista. No setor financeiro, mais oito empresas foram integradas.

Além disso, o relatório demonstra que a influência das empresas chinesas vem sendo reforçada no cenário internacional. Essas 500 empresas participaram da elaboração de 1.905 padrões internacionais. O número foi 350 a mais do que no ano passado e teve crescimento por dois anos consecutivos.

Atualmente, o protecionismo, o unilateralismo e a desglobalização ganharam forças no mundo mais uma vez. Neste contexto desagradável, o desenvolvimento das empresas chinesas se atribuiu ao aprofundamento da reforma e ampliação da abertura da China. A redução de impostos e taxas, a aplicação de uma política monetária mais estável, a melhoria do meio ambiente comercial e o apoio à inovação tecnológica das empresas injetaram confiança e força-motriz para a exploração de negócios das empresas.

Ao mesmo tempo, as empresas chinesas persistiram no desenvolvimento motivado pela inovação e sempre promoveram a atualização. Os empresários chineses também mostraram sua sabedoria e espírito empreendedor.

As empresas são um cartão postal para a economia de um país. O desenvolvimento robusto das empresas chinesas evidenciou a resiliência e a fortaleza da economia chinesa. Com um olhar retrospectivo à história das últimas quatro décadas desde a adoção da reforma e abertura da China, vê-se que as empresas do país sempre avançaram apesar das dificuldades e passaram por muitos testes. Embora enfrentem incertezas externas crescentes, as empresas chinesas vão continuar se esforçando para se desenvolverem cada vez mais.

Tradução: Paula Chen

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Museu do Palácio organiza exposição com tema de flores e árvores para celebrar o Dia Nacional
Flores em floração em Changchun
Veja fotos da semana de moda de Beijing 2019
Paisagem outonal do lago Yamzbog Yumco no Tibet na China
Começa novo semestre da escola na China
Metrô para Aeroporto de Daxing será inaugurado em setembro

Notícias

Comentário: Só consultas de forma racional podem resolver problemas
China intensifica medidas fiscais para aumentar produção de porcos e garantir fornecimento de carne suína
Relatório do FED mostra preocupação contínua sobre fricções comerciais
Comentário: Empresas chinesas se desenvolvem perante dificuldades
Acidente de ônibus na Nova Zelândia mata seis turistas chineses
Negócio de logística do comércio eletrônico da China aumenta em agosto, diz pesquisa