Construção da área-piloto em Shenzhen ajuda a desenvolver Grande Área da Baía Guangdong-HK-Macau

Published: 2019-08-22 19:24:31
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O governo chinês divulgou recentemente um documento expressando apoio à cidade de Shenzhen na construção de uma área-piloto de demonstração do socialismo com características chinesas, bem como na implementação do plano de Grande Área da Baía de Guangdong – Hong Kong – Macau.

Para muitas pessoas, essa é uma oportunidade preciosa àquela cidade, assim como para os seus cidadãos.

A Grande Área da Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau é composta por duas Regiões Administrativas Especiais, Hong Kong e Macau, bem como outras nove cidades da província de Guangdong, tais como Guangzhou, Shenzhen e Zhuhai, entre outras.

A China quer construir a região num grupo urbano de classe mundial, centro internacional de inovação tecnológica e zona-piloto de cooperações profundas entre a parte continental chinesa e Hong Kong e Macau.

A construção da área-piloto de demonstração socialista em Shenzhen ajudará a contribuir para o aprofundamento da reforma e a garantir uma maior abertura, bem como a implementação do plano de Grande Área da Baía de Guangdong – Hong Kong – Macau, e a realização do Sonho Chinês de revitalização da nação chinesa.

O vice-diretor do Instituto de Pesquisa do Desenvolvimento Abrangente da China, Qu Jian, disse que a estratégia coloca Shenzhen como uma força motriz do desenvolvimento integral da grande área da baía.

“A cidade de Shenzhen irá aproveitar essa oportunidade para se desenvolver como a cidade pioneira na Grande Área da Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. Shenzhen desempenhará um grande papel na promoção de cooperações entre Guangdong, Hong Kong e Macau, bem como liderar o desenvolvimento desta região.”

Para o diretor responsável pela pesquisa dos setores turístico e imobiliário do Instituto de Pesquisa do Desenvolvimento Abrangente da China, Song Ding, sendo a zona-piloto da reforma e abertura da China, Shenzhen é capaz de assumir essa responsabilidade.

“Nos últimos 40 anos após a reforma e abertura, Shenzhen tem registrado um êxito mais notável entre as cidades da China. Por esta razão, a cidade merece de ser confiada com essa grande responsabilidade - construção da área-piloto de demonstração do socialismo com características chinesas. A Grande Área da Baía Guangzhou-Hong Kong-Macau é uma nova plataforma da reforma e abertura da China e Shenzhen desempenha um papel como força motriz nesse processo.”

Segundo o plano, o governo chinês irá ampliar a abertura de Shenzhen a Hong Kong e Macau, acelerar a construção de uma zona conjunta de inovação tecnológica, buscar novos modelos de cooperação além de incentivar o intercâmbio de pessoas, capitais, tecnologias e informações.

A vice-diretora da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, Ye Yuru, disse que a construção de um centro internacional de inovação tecnológica nesta grande área da baía irá trazer uma grande força de motriz ao desenvolvimento da região.

“Como um dos pesquisadores, eu acho que essa é uma grande oportunidade para cientistas e acadêmicos da parte continental chinesa e de Hong Kong e Macau se cooperarem para realizar maior complementaridade.”


Tradução: Li Jinchuan

Revisão: Hilário Taimo

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Paisagem da montanha Wuyi,província de Fujian
Competição de produtos feitos de barro foi realizada em Chongqing
O mar de nuvens na alvorada do inverno na cidade de Puer, província de Yunnan
Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan

Notícias

​Comentário: Delta do Rio Yangtzé será novo pioneiro da reforma e abertura da China
Festival de Luz é aberto em Macau em celebração aos 20 anos da RAEM
Sanyan sedia 2ª edição do Festival Internacional de Cinema de Hainan
Conselho Europeu realiza cerimônia de transição de presidência
Revista Qiushi publica artigo de Xi Jinping sobre sistema socialista
Presidente de El Salvador visitará a China