Comentário: FedEx deve dar uma explicação a clientes chineses

Published: 2019-07-26 17:50:41
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A alegação da FedEx de ter entregue os pacotes da Huawei aos Estados Unidos por engano não está de acordo com os fatos, segundo descobertas de uma investigação das autoridades chinesas. Os investigadores também descobriram pistas de outras violações da companhia norte-americana.

A divulgação dos resultados respondeu às preocupações do público e também mostra a determinação chinesa de proteger seus próprios interesses conforme a lei. Nenhuma empresa ou indivíduo estrangeiro na China tem direitos acima da lei. A FedEx deve dar uma explicação aos clientes chineses.

Sendo uma gigante empresa de entregas dos EUA, a FedEx começou a desenvolver seus negócios na China há mais de 30 anos. É natural que a empresa se familiarize com as leis e regulamentos do país e mostre o espírito contratual.

Entretanto, depois que o governo norte-americano incluiu a empresa chinesa Huawei na lista de controle de exportação em maio deste ano, a FedEx tem repetido suas ações irregulares com pacotes da Huawei.

Após a revelação do escândalo, a FedEx negou imediatamente a acusação. Logo depois, voltou a reconhecer que os pacotes foram transferidos por engano para os Estados Unidos. As investigações das autoridades chinesas descobriram que essa alegação não corresponde aos fatos.

A evolução do assunto deixou em dúvida acerca da credibilidade comercial da empresa norte-americana. Um entregador com palavras cheias de brechas merece a confiança de seus clientes chineses?

Ao mesmo tempo, a investigação também mostrou que a FedEx é suspeita de barrar mais de 100 pacotes da Huawei de entrarem na China. O número é grande demais para ser explicado como uma ação por motivos comerciais. A situação indica que a ação da FedEx pode ser uma coordenação à “jurisdição de braço longo” do governo norte-americano, ao invés de ser apenas uma falha técnica dentro da empresa.

De fato, a FedEx lançou um processo contra o Departamento de Comércio norte-americano em 24 de junho, acusando o órgão de que os seus regulamentos de exportação violam a Constituição do país e forçaram a empresa a assumir “cargas pesadas” como um transportador público. O caso revela a relação íntima entre a FedEx e o governo dos Estados Unidos.

As autoridades chinesas afirmaram que continuarão com sua investigação do caso a fundo, com o objetivo de esclarecer a realidade, proteger os direitos legítimos dos clientes e melhorar o ambiente de negócios no país. A FedEx tem a responsabilidade de cooperar com a investigação.

A China saúda o desenvolvimento de negócios feitos por empresas estrangeiras em seu território. Só as operações legítimas podem levar a um futuro promissor.

Tradução: Paula Chen

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Galeria da Cidade Proibida no Museu do Palácio em Beijing
Bela paisagem de verão em Xinjiang
Turistas visitam museu de astronomia durante as férias de verão em Guizhou
Campo de flores de canola em Menyuan, província de Qinghai
Pessoas se refrescam em corredeira em Nanchang
Crianças aprendem sobre classificação do lixo em Hefei

Notícias

China pede mais esforços na formação de adolescentes talentosos de inovação
Comentário: Quem está intimidando os outros pelo mundo?
Número de mortos sobe para 15 em deslizamento de terra no sudoeste da China
Cristiano Ronaldo brilha no jogo da ICC e Inter perde jogo em “casa” nos pênaltis
Comentário: Hegemonia norte-americana é a verdadeira destruidora da ordem internacional
China divulga Livro Branco sobre defesa nacional