Países africanos elogiam cooperação sino-africana

Published: 2019-07-17 18:46:07
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Está sendo realizado em Beijing o 1º Fórum da Paz e Segurança China-África. Cerca de cem representantes de 50 países africanos e do Departamento de Defesa da União Africana, também do Exército da China participaram do fórum para discutir a cooperação de paz e segurança China-África.

O Comissário de Paz e Segurança da União Africana, Smail Chergui, disse no fórum que o terrorismo é um dos maiores desafios enfrentados pela África e que a União Africana está disposta a reforçar cooperações com a China no setor de segurança.

“A China é bem respeitada na África como um país parceiro. Nós testemunhamos também a plena participação de líderes dos países africanos no Fórum de Cooperação China-África realizada no ano passado em Beijing. Temos uma grande confiança na cooperação sino-africana e desejamos promovê-la a um novo patamar.”

O ministro da Defesa da Mauritânia, Hahya Ould Hademine, expressou seu agradecimento à China por organizar o fórum. Ele disse que a cooperação sino-africana ajudará o povo africano na busca por justiça e equidade.

“Ao contrário de alguns países ocidentais, a China busca criar uma relação equitativa com os países do mundo sem colocar condições adicionais. Essa é uma forma de negociação ganha-ganha que beneficia todo mundo. Acho que a China desempenha um papel importante na defesa da paz e segurança mundial.”

O ministro do Ministério da Defesa do Benim, Alain Fortunet Nouatin, disse que a cooperação de segurança sino-africana tem uma longa história. Ele espera que as duas partes tenham uma cooperação ainda mais estreita no futuro.

“Há muito espaço que podemos explorar, como por exemplo, a atualização de equipamentos na guerra de informação. Além disso, a China e a África podem reforçar a cooperação na segurança marítima, especialmente no Golfo da Guiné.”

O vice-chefe de Estado-Maior do Exército Armado da Serra Leoa, Taluva David Tamba Ocil, disse que algumas organizações internacionais sempre sugeriram cortar o investimento da defesa nacional para reduzir gostos governamentais. Porém, quando se enfrenta ameaças de segurança, essas organizações não oferecem ajuda eficaz. A China é um parceiro fiel dos países africanos e, através das cooperações com a China, é possível proteger os recursos naturais e melhorar a vida do povo da Serra Leoa.

“Alguns países africanos não têm capacidade de se defender e garantir sua soberania, deixando esses países ainda mais pobres. Outros não possuem recursos para garantir a segurança cibernética e não são capazes de responder aos desafios de terrorismo. A cooperação com a China irá ajudar esses países africanos a reforçarem sua capacidade de defesa e promoverem o desenvolvimento dos seus países.”


Tradução: Li Jinchuan

Revisão: Gabriela Netto


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Dois pares de gêmeos de panda nascem no mesmo dia em Chongqing
Museu do Palácio transforma patrimônio cultural em recurso digital
Cenário bonito das montanhas de Qinling no noroeste da China
Prédios foram pintadas com imagens coloridas em Changchun
Obra de plástico desperta a consciência da proteção ambiental
Paisagem do Condado de Qilian, província de Qinghai

Notícias

Países africanos elogiam cooperação sino-africana
Comentário: países ocidentais devem aprender com Xinjiang sobre combate ao terrorismo
Especialistas: China consegue crescimento estável no 1º semestre
UE enfatiza o cumprimento do acordo nucelar do Irã
Comentário: crescimento estável da China vale mais do que ouro
Economia chinesa cresce 6,3% no primeiro semestre