China promove manufatura de alta qualidade

Fonte: CRI Published: 2019-01-11 15:58:28
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O ministro da Indústria e Informatização da China, Miao Wei, disse recentemente em Beijing que o país asiático irá melhorar seu ambiente de desenvolvimento para manufatura, reduzir ainda mais a tributação, ampliar sua abertura ao exterior, a fim de promover o desenvolvimento da manufatura de alta qualidade.

Na recente Conferência Central sobre o Trabalho Econômico, o desenvolvimento da manufatura de alta qualidade foi considerado como uma das sete prioridades deste ano. A liderança da China pediu a integração profunda entre a manufatura avançada e o serviço moderno, para implementar a estratégia de fortalecer o país por meio desse setor. Para o ministro Miao Wei, a China tem um grande mercado interno, um completo sistema industrial, crescente capacidade de inovação, aperfeiçoadas infraestruturas e um bom ambiente de negócio. Estas são condições suficientes para lidar com os desafios vindos do exterior.

“Vamos definir um sistema de índice, políticas e avaliação, solucionar o ponto fraco entre os produtos dos laboratórios e das fábricas, reajustar a estrutura industrial e transformar nosso modo de desenvolvimento. A partir deste ano, atribuímos mais atenção às províncias que ainda não resolveram essa questão no período do décimo terceiro plano quinquenal.”

O ministro Miao Wei revelou que para fornecer um melhor ambiente de desenvolvimento para empresas, o governo chinês continua a tomar medidas para elevar a eficiência administrativa, reduzir a tributação, ampliar ainda mais a abertura e implementar o tratamento nacional para os investimentos estrangeiros e a lista negativa. Além disso, a China liberará os setores de fabricação de automóvel, embarcação e avião.

“Mais políticas para reduzir impostos serão executadas. Além disso, o país estimula os governos locais a reduzir os custos relacionados às empresas e aprofundar a reforma.”

As infraestruturas de telecomunicação móvel desempenham um papel cada vez mais destacado no desenvolvimento socioeconômico do país. Segundo o ministro, as infraestruturas de telecomunicação baseadas em 5G são novos motores para o desenvolvimento e a atualização da economia digital e de todas as indústrias. No final do ano passado, o Ministério da Indústria e Informatização já liberou a permissão do uso das frequências de 5G para China Telecom, China Mobile e China Unicom.

“De acordo com a essência da Conferência Central sobre o Trabalho Econômico, estamos acelerando a comercialização de 5G. Atualmente o uso comercial de 5G está começando em algumas cidades. Prevemos que no segundo semestre deste ano, os celulares de 5G serão disponibilizados no mercado chinês.”

Tradução: Xia Ren

Revisão: Diego Goularte

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Aldeões preparam bolo de arroz tradicional para receber Ano Novo lunar em Zhejiang
Tripulação de trem-bala chinês prepara-se para o Festival da Primavera
Tesla inicia construção de fábrica em Shanghai
Pântano de metasequoias em Yunnan
Cidade Proibida realiza exposição comemorativa do Festival da Primavera
Pandas-gigantes se divertem no inverno de Shandong

Notícias

Segunda conferência do Fórum do Cinturão e Rota em Paris foi realizada na sede da UNESCO
Jornalistas de países ao longo do Cinturão e Rota começam visita em Xinjiang
Sonda chinesa Chang'e-4 tira fotos panorâmicas no lado escuro da lua
China e EUA cooperam no projeto da sonda luar Chang'e 4
China e EUA comemoram 40 anos do estabelecimento das relações diplomáticas
Comentário: China e EUA devem se esforçar conjuntamente pelo resultado positivo